Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fábio Martins promete luta ao reforço vindo do FC Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Hugo Monteiro

Em cima do fecho do mercado, Abel Ferreira ganhou uma nova alternativa para o lado esquerdo do meio-campo (João Carlos Teixeira), mas Fábio Martins está empenhado em manter o lugar...

Fábio Martins no jogo com o FC Porto © Gonçalo Delgado/Global Imagens Fábio Martins no jogo com o FC Porto

Os últimos dias de mercado trouxeram um reforço maciço do plantel no que diz respeito às opções para as alas, através das contratações de Erick, Robert Muric e João Carlos Teixeira. Os dois primeiros vão lutar com Xadas por um lugar no lado direito do meio-campo, enquanto o médio português, que chega cedido pelo FC Porto, vai à procura da afirmação no lado esquerdo (é nessa posição que tem treinado), onde encontrará a forte concorrência de Ricardo Horta e, sobretudo, de Fábio Martins.

Curiosamente, o extremo, que regressou a Braga depois de um empréstimo produtivo ao Chaves, realizou a melhor exibição da época no recente confronto do Bessa, onde assinou o segundo golo ao serviço do clube - o primeiro foi no jogo de estreia, na época de 2014/15, na vitória (2-0) fora com o Rio Ave para a fase de grupos da Taça da Liga. No rescaldo dessa partida, Fábio Martins saudou as novas contratações, mas também prometeu lutar de forma a manter o estatuto de titular que conquistou, definitivamente, nos últimos dois jogos (FC Porto e Boavista). "A qualidade é sempre bem-vinda ao plantel. Só tenho de trabalhar, dar o máximo e lutar pelo meu espaço. Os reforços que chegam trazem qualidade e isso é bom. Sinto-me bem, confiante, e as coisas têm corrido bem. Agora só quero dar continuidade ao que tenho feito", afirmou o jogador.

Na conversa com os jornalistas, e depois de detalhar as ambições pessoais, Fábio Martins fez questão de deixar palavras elogiosas para "o apoio fantástico que os adeptos têm dado à equipa" neste arranque de temporada, considerando que é "fundamental" manter a onda positiva de forma a potenciar os bons resultados. Mais difícil de explicar é, no entanto, os sucessivos golos sofridos pela equipa logo a abrir as partidas e que já obrigaram o Braga a virar os resultados negativos em cinco ocasiões (num total de nove jogos...), a última das quais frente ao Boavista. "Entrámos sempre concentrados, com a mesma vontade de ganhar, mas, infelizmente, temos sofrido golos primeiro. Esta é uma situação difícil de explicar... Acredito que são contingências dos próprios jogos e que vamos melhorar esse aspeto", rematou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon