Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fórmula E: Félix da Costa 15.º em Nova Iorque

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/07/2017 Hugo Monteiro

Piloto português António Félix da Costa, da Andretti, terminou na 15.ª posição a 10.º etapa do Mundial de Fórmula E, disputada em Nova Iorque.

O piloto português António Félix da Costa, da Andretti, terminou na 15.ª posição a 10.º etapa do Mundial de Fórmula E, disputada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e ganha pelo britânico Sam Bird, da DS Virgin Racing.

© Carlos Manuel Martins/Global Imagens

A jornada dupla do fim de semana da Fórmula E em Nova Iorque foi quase perfeita para Sam Bird, que somou dois triunfos e uma pole position, que lhe valeu um total de 53 pontos e a hipótese matemática, embora remota, de lutar pelo título.

Sam Bird conquistou o seu segundo primeiro lugar consecutivo da época para a equipa financiada pelo patrão da Virgin Richard Branson, que antes de Nova Iorque ainda não tinha ganho qualquer prova esta temporada, à frente do sueco Félix Rosenqvist (2.º) e do alemão Nick Heidfeld (3.º), ambos da Mahindra.

António Félix da Costa chegou a rodar dentro dos pontos, no oitavo posto, recuperando oito posições em relação à grelha da partida, mas um toque no francês Loic Duval, da Faraday, levou o piloto português a cumprir uma penalização e a cair na classificação.

O piloto português, na defesa do 10.º lugar na penúltima volta, fechou a porta ao francês Loic Duval e após ter subido ao nono lugar foi punido com uma travessia pela via das boxes que ditou a descida dos pontos e o 15.º lugar final.

Com duas jornadas por disputar, em Montreal, no Canadá, e um total de 58 pontos em disputa, a luta pelo título na Fórmula E está ao rubro e a decidir entre quatro pilotos.

O suíço Sébastien Buemi, da Renault, que não esteve presente na jornada dupla de Nova Iorque, lidera com 157 pontos, seguido de perto do brasileiro Lucas Di Grassi, da ABT Schaeffler Audi Sport, com 147, que este fim de semana reduziu 20 pontos à diferença.

Na terceira posição encontra-se o sueco Félix Rosenqvist, da Mahindra Racing, com 104 pontos, e na quarta o britânico Sam Bird, da DS Virgin Racing, com 100, já com remotas possibilidades de chegar ao título, mas ainda com hipóteses matemáticas de o conseguirem.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon