Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Falta de eletricidade em Porto Rico depois do furacão trava atividade económica

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/10/2017 Administrator

A maioria dos clientes da companhia energética estatal de Porto Rico continua sem eletricidade, quase um mês depois da passagem do furacão Maria, o que está a dificultar a abertura de estabelecimentos comerciais e a travar a atividade económica.

A presidente da Câmara do Comércio de Porto Rico, Alicia Lamboy, disse hoje, citada pela agência EFE, que embora ainda seja cedo para conhecer o impacto do furacão, o receio é que algumas empresas tenham de encerrar.

"Existe preocupação pela falta de energia e, também, uma limitação do diesel disponível", disse aquela responsável, lembrando que, além de todos os problemas existentes, as empresas vão ter um acréscimo de despesas com gastos em combustível para os geradores.

Nelson Ramirez, presidente do centro das pequenas e médias empresas, defendeu que o panorama "não é animador" e referiu que cerca de 35% das empresas não têm geradores a diesel, pelo que estão condenadas a permanecer encerradas até que seja reposta a energia elétrica.

O responsável frisou que teme que muitas empresas sejam obrigadas a fechar e a despedir os seus funcionários.

O diretor executivo da Autoridade de Energia Elétrica Estatal, Ricardo Ramos, afirmou que, depois da passagem do furacão, algumas áreas vão demorar cerca de nove meses a ter de novo eletricidade.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon