Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Famalicão investe 150 mil euros para fomentar a prática desportiva

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/05/2017 Hugo M. Monteiro

A autarquia famalicense apoia jovens praticantes de futebol, xadrez, râguebi, artes marciais, hóquei em patins e dança desportiva

A câmara de Vila Nova de Famalicão investiu, em 2017, 150 mil euros no apoio a cinco mil atletas de várias modalidades, pagando as despesas relativas a inscrições e seguros nos escalões de formação, revelou esta quarta-feira aquela autarquia

Em comunicado enviado à agência Lusa, o município dirigido por Paulo Cunha explica que esta é uma medida de "largo alcance social" que pretende fomentar a prática desportiva "qualquer que seja a modalidade escolhida".

© João Gala / Global Imagens

Segundo o texto, a autarquia famalicense apoia jovens praticantes de futebol, xadrez, râguebi, artes marciais, hóquei em patins e dança desportiva.

"É uma medida de largo alcance social e desportivo através da qual queremos transmitir um sinal claro às associações, às famílias e aos atletas famalicenses de que a autarquia apoia o desporto, em toda a sua diversidade", explica Paulo Cunha no texto.

Segundo o autarca, "com este apoio a autarquia está a criar condições para que todos os jovens famalicenses tenham acesso ao desporto, qualquer que seja a modalidade escolhida".

A medida, que arrancou em 2016, " tornou-se numa bandeira do município pela justiça social e desportiva", indica a autarquia em comunicado.

No primeiro ano, a medida serviu para apoiar a formação desportiva do futebol de cerca de 2500 jovens, num investimento anual superior a 90 mil euros.

Atualmente, adianta o município, o investimento municipal situa-se na ordem dos 150 mil euros anuais, mas o número de atletas abrangidos duplicou.

"O fundamental deste apoio é incentivarmos cada vez mais jovens a praticarem desporto e a fazerem o que gostam", aponta Paulo Cunha.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon