Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"FC Porto é mais agressivo do que o Benfica"

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/09/2017 Hugo Monteiro

Felipe Macedo comparou dragões com o Benfica, que os algarvios já defrontaram, e diz que as águias "deixam jogar".

Lançado na Luz para render Hackman, que foi expulso, o central Felipe Macedo promete "concentração", de modo a evitar os erros que se pagam caro perante uma equipa de tantas credenciais. "Acho que o FC Porto é mais agressivo do que o Benfica e mais objetivo. O Benfica deixa jogar", diz o reforço desta época, que dá a receita para os duelos com Aboubakar, Marega e Soares. "Não se pode facilitar. Temos de estar focados e de ser fortes no despique. Não vamos mudar a nossa maneira de jogar, caso contrário é pior. Já provámos que podemos lutar de igual para igual com os mais fortes adversários", opina Felipe, que foi titular na última partida. "Estou a aproveitar e a corresponder às oportunidades que me têm sido dadas, mas sei que posso crescer mais", argumenta o brasileiro, de 23 anos, ex-Goiás.

© Miguel Pereira/Global Imagens

Embora também espere grandes dificuldades, como Felipe vincara, Ewerton garante que o Portimonense está pronto para ir ao Dragão "tentar surpreender e conquistar pontos", na linha, por exemplo, do bom desempenho na Luz, sobretudo porque a equipa ficou mais confiante após o regresso às vitórias. "O grupo sempre teve consciência da sua capacidade e potencial. As derrotas não estavam afetando por aí além, muito embora o triunfo sobre o Feirense dê mais moral", considera o médio brasileiro, de 24 anos, um dos titulares de Vítor Oliveira e peça influente na equipa, a cumprir a quarta época nos algarvios.

"Vamos respeitar a grandeza do FC Porto, que é o líder do campeonato, mas tudo é possível. Pontos fortes? A qualidade é imensa... extremos rápidos, pontas de lança perigosos. É até difícil especificar... Temos de estar atentos a todas as jogadas, a todos os pormenores e atuar olhos nos olhos", prossegue Ewerton, prometendo um Portimonense dentro do "mesmo padrão, no plano de jogo definido pelo treinador". "Não vamos fugir muito disso", garante o médio, que na pré-época marcou um golo aos dragões, num particular que terminou desnivelado (1-5). "Todos gostamos de participar nos grandes jogos, onde a motivação parece crescer. A minha ideia é a de fazer um bom jogo e ajudar a equipa, porque o golo é uma consequência da exibição do coletivo."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon