Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

FC Porto mais ambicioso do que Juventus é segredo para vencer - André Silva

Logótipo de LusaLusa 21/02/2017 Rui Barbosa Batista
JOSE COELHO/LUSA © LUSA / JOSE COELHO JOSE COELHO/LUSA

Porto, 21 fev (Lusa) - André Silva disse hoje acreditar na vitória do FC Porto sobre a Juventus na Liga dos Campeões de futebol e que se a sua equipa for mais ambiciosa do que o rival pode atingir os quartos de final.

"Se não pensar que vou ser campeão, quem vai achar ou fazer isso por mim? Temos de pensar que vamos vencer, que nós é que estamos em forma e estar por cima no jogo. Se a Juventus também pensa assim, temos de pensar mais do que eles", sublinhou na antevisão do encontro de quarta-feira com os italianos, da primeira mão dos oitavos de final.

André Silva assume que vai defrontar "uma grande equipa", mas afiança que no FC Porto apenas persiste o compromisso de vitória: "Desde o primeiro minuto vamos entrar na máxima força e terminar os 90 com a força que nos resta."

O ponta de lança de 21 anos tem o objetivo de marcar a um dos melhores guarda-redes da história, Gianluigi Buffon, mas o valor do experiente adversário, de 39 anos, não incomoda, já que "primeiro está a equipa", independentemente de quem fizer os golos.

"Vamos ter um jogo difícil e pela frente vou ter a grande lenda Buffon, mas, ao lado, tenho a felicidade de trabalhar com outra lenda, o Casillas. E já lhe marquei no treino. Fico feliz se marcar, mas o importante é a vitória. Se não for eu a marcar, que seja outro", disse.

O golo até pode ser de Soares, "mais um jogador que veio para ajudar o FC Porto nos seus objetivos", um novo companheiro que "também está a ajudar a equipa".

O avançado mostrou-se despreocupado quanto ao facto de a Juventus alinhar com três defesas centrais, até porque considera que "os grandes jogadores" também se veem na forma como se adaptam aos novos desafios.

"Já estudámos a Juventus e ainda vamos estudar mais. A equipa em si é muito boa, tanto a defender como a atacar. Têm uma defesa muito sólida. Sofrem poucos golos. No ataque, jogadores que todos conhecemos e com grande destaque, mas vamos ser 11 contra 11. Quanto a favoritismo, só no final sabemos quem foi melhor", concluiu.

O encontro entre o FC Porto e a Juventus, da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol, realiza-se na quarta-feira, a partir das 19:45, no Estádio do Dragão, com arbitragem do alemão Felix Brych.

RBA/JYA // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon