Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

FC Porto volta à carga: "Faz-se desaparecer uma morte com contornos de assassinato..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/08/2017 Hugo Monteiro
© Fábio Poço/Global Imagens

FC Porto voltou esta quarta-feira a deixar críticas a Luís Filipe Vieira e ao Benfica a propósito das claques.

O FC Porto voltou esta quarta-feira a comentar as recentes declarações de Luís Filipe Vieira, que negou ter conhecimento de claques no Benfica.

"Só mesmo os mais distraídos não se querem aperceber das duas realidades paralelas que se vive no futebol português. De um lado a maioria dos clubes e as leis que cada um deles estão obrigados a cumprir, do outro o Benfica, que continua literalmente a gozar de um regime de exceção. O tema mais recente diz respeito às claques, palavra que Luís Filipe Vieira garante nunca ter ouvido no seio do clube que dirige. De repente, como que por obra de David Copperfield, faz-se desaparecer os No Name Boys, os Diabos Vermelhos, uma morte com contornos de assassinato nas imediações do Estádio da Luz, fotografias do presidente com o cachecol de uma das referidas claques ou até declarações do treinador da equipa de futebol a parabenizar essa mesma claque, só para falar nos casos mais recentes", apontou o FC Porto na newsletter "Dragões Diário".

"Não fosse o assunto da maior seriedade, até poderíamos pensar que Luís Filipe Vieira está apostado em ressuscitar a velhinha Teoria Hipodérmica (ou bala mágica), em tempos utilizada para estudar os fenómenos de comunicação em massa utilizados pelos gabinetes de propaganda em períodos de guerra. Estará à espera que alguém acredite?", questionou o clube azul e branco.

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


Barrigas de aluguer: conheça o caso de Susana Mota

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon