Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Feira para profissionais em Londres vai tentar "casar" empresas portuguesas com britânicos

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

Uma feira apenas para profissionais destinada a abrir o mercado britânico a produtos, serviços e a projetos imobiliários vai tentar "casar" empresas portuguesas com potenciais clientes ou parceiros britânicos na sexta-feira e no sábado em Londres.

"The Portuguese Offer" é uma feira B2B ('business to business'), com o objetivo de promover o encontro de empresas, marcas e produtos portugueses com compradores e investidores britânicos.

A feira vai estar dividida entre uma área de produtos e serviços, que inclui alimentação, ourivesaria, relojoaria, mobiliário, decoração, têxteis, têxteis-lar, materiais de construção, moda e calçado, e uma área de imobiliário e turismo.

A particularidade deste evento é que possui apenas expositores portugueses, disse um dos promotores, João Noronha, que o descreve como um "encontro de negócios desenhado para casar empresas portuguesas com britânicas congéneres".

O local do evento, o Business Design Center, é um espaço no centro de Londres com uma área total de 1.400 metros quadrados e capacidade para 132 expositores, mas a adesão ficou-se pelos 50 expositores, aquém das mais de 70 empresas esperadas.

"Houve alguma cautela e prudência. Mas foi uma adesão muitíssimo boa e para o próximo ano vamos ter lotação esgotada", garantiu o responsável.

O "The Portuguese Offer" já foi realizado numa primeira edição em 2014 na cidade de Thetford, no este de Inglaterra, com menor dimensão.

A região de Londres possui 900.000 empresas com um volume de negócios conjunto de 460 milhões de euros (515 milhões de euros), mas na mira dos organizadores estão também as grandes cadeias de distribuição e a imprensa especializada.

O Reino Unido é o quarto maior cliente de bens nacionais, tendo recebido 7% das exportações portuguesas em 2016, que totalizaram 3.540 milhões de euros, mais 5,5% do que em 2015.

Dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), citados pela organização, mostram que em 2016 o número de empresas que venderam produtos para o mercado britânico disparou 38%, para 3.733.

Em 2016, mais de 2,5 milhões de britânicos viajaram para Portugal, um novo recorde, fazendo do Reino Unido um dos potenciais melhores mercados para os investidores em imobiliário para investimento ou segunda habitação.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon