Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fejsa é antídoto para ciclos negros do Benfica

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/09/2017 Alcides Freire

Já na época passada, o trinco também tinha falhado os três empates consecutivos do Benfica

Fejsa © JOSÉ SENA GOULÃO Fejsa

O fim do ciclo de três jogos consecutivos sem vencer coincidiu com o regresso de Fejsa ao onze do Benfica. Afastado da competição desde a segunda jornada, com o Chaves, devido a um traumatismo na perna direita, o médio sérvio foi um dos elementos que contribuíram para o triunfo sobre o Paços de Ferreira e a sua entrada em ação no meio-campo pode lançar os encarnados para uma fase de estabilização de resultados. Na época passada, na última pior série de Rui Vitória ao comando das águias (três empates com Paços de Ferreira, FC Porto e Estoril), Fejsa também não esteve presente nesses deslizes por motivos físicos, mas voltou na partida da 28.ª jornada, com o Moreirense, que interrompeu essa série (1-0 fora de portas). A partir daí, as águias embalaram rumo ao tetracampeonato, consentindo apenas uma igualdade diante do Sporting, em Alvalade.

Já depois de o ter elogiado na antevisão ao encontro com o Paços, o técnico Rui Vitória voltou a admitir que "Fejsa tem características que encaixam muito bem" na forma de jogar das águias. Para Rui Vitória, o sérvio, que nos últimos dez anos foi sempre campeão nacional pelos clubes onde passou, "é um jogador de qualidade e importante para toda a equipa, em função da sua forma de atuar". "Muitas vezes, as equipas têm de ser um puzzle onde as peças encaixam umas nas outras e o Fejsa tem essa característica", defendeu o treinador do Benfica após o jogo com os pacenses.

Numa análise aos números, verifica-se que o atleta, que renovou recentemente contrato com os encarnados até 2021, tem um rendimento superior nas interceções efetuadas por jogo em comparação com o companheiro Filipe Augusto (relegado para a bancada na última partida) e com os outros jogadores que alinham a seis no FC Porto e Sporting: em média, Fejsa faz 2,3 interceções, desempenho que bate Filipe Augusto (0,8) e os rivais Danilo (1,3) e William Carvalho (0,5).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon