Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Alonso acelera por Rui Costa

Sportinveste 10/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia

Campeão mundial é dos corredores mais pretendidos para 2015, mas entre várias propostas destacam-se a de renovação da Lampre e a da futura equipa do piloto da Ferrari.

A época de ciclismo ainda não cumpriu a sua primeira metade, mas Rui Costa já é um dos corredores mais pretendidos do mercado, que este ano começou a mexer mais cedo do que o habitual, por motivos que tocam diretamente o campeão mundial: vários corredores de topo terminam contrato no final do ano, tal como o poveiro, e vem aí a equipa de Fernando Alonso, piloto de Fórmula 1 que promete revolucionar o ciclismo. E o português não só é dos mais apetecidos como passou a ser uma prioridade para Alonso. Uma decisão, no entanto, irá tardar. Rui Costa deverá manter a sua estratégia do ano passado, só decidindo o futuro depois da Volta a França, e Alonso é apenas um da longa lista de equipas interessadas, por enquanto encabeçada pela Lampre, que segundo O JOGO apurou já propôs a renovação ao português.

A estreia de Rui Costa como líder de uma equipa está a ser amplamente positiva. Mais do que o segundo lugar no Paris-Nice e o terceiro na Volta à Romandia, que lhe valem a atual 11ª posição no ranking mundial, o poveiro impressionou pela revolução que operou na Lampre, uma equipa acomodada e que neste momento já soma nove vitórias, embora seis delas graças ao sprinter Sacha Modolo. "Associo os êxitos ao facto de termos o campeão do mundo. A sua presença moraliza a equipa", considerou o diretor-desportivo, Joxean Matxin, para quem Rui Costa "é mais profissional do que pensávamos; vive de e para a bicicleta". A Lampre, de acordo com esta análise, já comunicou ao português querer renovar.

Mas o que não falta a Rui Costa são equipas interessadas, pois Katusha e Trek já o abordaram, tal como, e aqui com alguma surpresa, a Movistar de onde saiu, embora a expectativa venha sobretudo da futura equipa de Fernando Alonso.

Depois de ter cumprimentado Rui Costa na Volta ao Dubai, o que criou especulação na altura, o espanhol dedicou-se à sua época de Fórmula 1 e deixou a montagem da equipa entregue a quem vai dar os passos fundamentais: Luis García Abad, seu empresário, e Paolo Bettini, que deixou a seleção italiana para ser diretor-desportivo de um projeto que continua a dar pelo nome de FACT (Fernando Alonso Cycling Team) e que tem sido colocado em dúvida nas últimas semanas, por ter perdido mediatismo.

No entanto, e segundo fontes ligadas a Alonso e contactadas por O JOGO, não só a ausência de notícias faz agora parte da estratégia, como a formação da equipa segue o seu curso normal, sem fugas de patrocinadores - diz-se que o principal será do Dubai - e de forma a que "esteja na estrada em 2015, como previsto".

Fonte: O Jogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon