Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Alonso aponta o dedo à Honda

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/03/2017 Hugo Monteiro

Piloto de Fórmula 1 espanhol Fernando Alonso, da McLaren, diz que a equipa está preparada para a nova temporada, mas apontou o dedo à Honda.

O piloto de Fórmula 1 espanhol Fernando Alonso, da McLaren, diz que a equipa está preparada para a nova temporada, mas apontou o dedo à Honda pelos problemas no motor. A empresa japonesa, que fornece os motores da equipa depois de uma mudança antes dos testes de pré-época que decorrem em Barcelona, é apontada pelo bicampeão mundial como a causa para o mau arranque de temporada da equipa, que ainda não terminou uma sessão de treinos sem ter sentido problemas no motor.

"Estamos todos preparados menos a Honda", sentenciou o piloto, de 35 anos, no final da sessão em que voltou a ter problemas, devido à falta de "potência e fiabilidade" do engenho.

O piloto espanhol acrescentou: "Vamos ao GP da Austrália sem estar preparados como o resto das escuderias. A equipa está toda a postos para ganhar menos a Honda.

© Alejandro Garcia/EPA

O espanhol espera agora que "algumas decisões de cima" possam apoiar a equipa para que possam "ser competitivos" na primeira prova do ano, a 27 de março, em Melbourne.

"Tenho esperança de que consigamos mais fiabilidade e potência para a Austrália. Para isso temos de ajudar a Honda no que pudermos", considerou, dizendo ainda que se sente "frustrado" pelos problemas e pela ausência de um salto qualitativo para a nova temporada, depois de ter terminado 2016 na 10.ª posição do Mundial, na segunda temporada de regresso à escuderia McLaren.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon