Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Santos: "Este jogo serviu para dar ritmo aos jogadores"

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/06/2017 Ana Proença

O selecionador nacional fez críticas, este sábado, à exibição de Portugal na primeira parte frente ao Chipre (4-0), em jogo particular. Fernando Santos avisa que partida com Letónia será diferente.

© REUTERS/Rafael Marchante

Fernando Santos não gostou da exibição de Portugal nos primeiros 20, 25 minutos do jogo, ficando mais agradado com a "boa dinâmica" apresentada na segunda parte.

"Apesar de termos feito golo, deixámos o Chipre pressionar, estávamos lentos na circulação, um pouco apáticos. Depois a equipa começou a jogar melhor, a procurar os espaços, criámos três ou quatro jogadas em que podíamos ter finalizado", comentou.

"Na segunda parte, a equipa entrou com uma boa dinâmica, fomos mais rápidos, foi mais interessante. Globalmente, fizemos 2 golos e podíamos ter feito mais", acrescentou.

citacaoSe não soubesse o que Gelson tem para me dar, não estaria aqui, acho que ele e todos podem ser importantes para seleção nacionalesquerda

O jogo com a Letónia, da próxima sexta-feira, de apuramento para o Mundial, vai ser, contudo, muito diferente, avisou Fernando Santos.

"O jogo com a Letónia terá um grau de dificuldade distinto. Este jogo serviu para dar ritmo aos jogadores que não competiam há duas semanas e vencer é sempre positivo. Agora temos de ter uma atitude correta contra a Letónia, é um jogo importante para nós, não podemos baixar a guarda", considerou.

Sem gostar muito de individualizar comentários, o selecionador nacional acedeu a falar sobre Gelson Martins, para dizer que se foi chamado para a Seleção A, tendo ainda idade para ir aos sub-21, é porque entendeu que tinha "características que podem ser úteis à equipa".

"Se não soubesse o que Gelson tem para me dar, não estaria aqui, acho que ele e todos podem ser importantes para seleção nacional", afirmou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon