Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Santos fala em jogos “fundamentais” e diz que Portugal “não vai perder pontos”

Logótipo de LusaLusa 24/08/2017 Marco Oliva
MÁRIO CRUZ/LUSA © LUSA / MÁRIO CRUZ MÁRIO CRUZ/LUSA

Oeiras, Lisboa, 24 ago (Lusa) - O selecionador português de futebol, Fernando Santos, considerou hoje como "fundamentais" os quatro jogos que restam na qualificação para o Mundial2018 e disse que Portugal não vai perder pontos até à decisão com a Suíça.

"São quatro jogos fundamentais para a seleção e para o nosso objetivo de estar no Campeonato do Mundo, através de apuramento direto. Acredito que iremos conseguir, mas temos de o provar em campo", afirmou Fernando Santos, em conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras.

O técnico falava aos jornalistas após ter anunciado a lista de convocados para os dois encontros de qualificação para o Mundial2018, diante de Ilhas Faroé e Hungria, adversários que Portugal derrotou facilmente neste apuramento (6-0 e 3-0, respetivamente).

"As vitórias no passado não interessam nada, são contextos diferentes, desde logo porque o jogo com a Hungria será fora. A equipa das Ilhas Faroé costuma criar dificuldades fora aos seus adversários e vem aqui para nos criar dificuldades. Tenho a certeza que os meus jogadores estão focados nestes quatro jogos que nos podem garantir o apuramento direto", referiu.

Fernando Santos considerou que nem Portugal nem a líder do grupo B, Suíça, vão perder pontos nos próximos jogos de qualificação, pelo que a decisão do primeiro lugar, e respetivo apuramento direto, terá lugar entre as duas seleções, em outubro, no derradeiro encontro.

"Não acredito que a Suíça vá perder pontos, por isso temos de ganhar os quatro jogos. Aliás, só irá perder contra Portugal, no último jogo de qualificação. Mas também acredito que Portugal não irá perder pontos até lá e, no dia 10 [de outubro], os jogadores vão dar-me uma prenda de aniversário", antecipou.

Por outro lado, o selecionador não se mostrou preocupado com o facto de Cristiano Ronaldo ter poucos minutos somados neste arranque de época pelo Real Madrid, acentuado pelo castigo de cinco jogos que lhe foi aplicado, na sequência da expulsão na Supertaça de Espanha.

"O Cristiano nunca me preocupa. Só se fosse um caso físico, como aconteceu há um ano. Conhecemos o Cristiano e, mesmo não jogando, está sempre na plenitude. Não gosto de me meter nestas coisas, mas o castigo foi muito injusto, mas ele sabe reagir a estas adversidades e vai dar a sua resposta em campo contra as Ilhas Faroé e Hungria", sublinhou.

Fernando Santos comentou ainda a inclusão de José Mourinho e Leonardo Jardim na lista de 10 candidatos a vencer o prémio de melhor treinador do ano.

"Fico muito feliz por isso. Ter dois portugueses numa lista limitada. É da maior justiça que o Mourinho esteja, por ter vencido a Liga Europa. É um treinador que estará sempre nesta lista, por tudo aquilo que tem conquistado. O Leonardo fez uma prova soberba, sendo campeão em França, com aquela qualidade e perante um adversário como o PSG. Parabéns aos dois e espero que, no futuro, outros portugueses também possam estar nessa lista", disse.

A seleção nacional defronta as Ilhas Faroé em 31 de agosto, no Estádio do Bessa, no Porto, e joga em Budapeste, diante da Hungria, no dia 03 de setembro.

Portugal ocupa o segundo lugar do grupo B, com 15 pontos, menos três do que a líder Suíça e mais oito do que o terceiro classificado, a Hungria.

MYO/JYGO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon