Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Santos: "Seria burro se não tirasse partido do melhor do mundo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/04/2017 Alcides Freire

Selecionador nacional falou sobre a importância de Cristiano Ronaldo na equipa das Quinas e deu a sua opinião sobre os jogos de preparação.

Fernando Santos acredita que os jogos de preparação não são encarados da forma ideal pelos jogadores e, desse modo, acredita que, no futuro a frequência deste tipo de encontros possa diminuir.

© Hélder Santos/Aspress/Global Imagens

"Os jogos de preparação são importantes para os jogadores que terminam a época mais cedo. Mas cada vez mais penso que é melhor não os fazer. Na Madeira [frente à Suécia], o foco dos meus jogadores era fortíssimo, mas não esteve a 120 por cento, esteve só a 100. E isso deve-se aos momentos dos clubes. Contra Cabo Verde [em 2015], chamei jogadores que nunca tinham sido chamados. E foi um desastre, porque não tinha cultura de jogos de preparação. Admito que estamos a tentar evitar o mais possível os jogos de preparação", revelou o selecionador no Fórum de Treinadores, que se realiza em Gondomar.

Sobre a importância de Cristiano Ronaldo para a equipa das Quinas, Fernando Santos considera óbvio que se tire o máximo proveito do craque do Real Madrid:

"Tendo o melhor do mundo, seria muito burro se não tirasse partido dele. Ainda que esteja a jogar mal, alguma vez iria tirar o Cristiano Ronaldo?", questionou Fernando Santos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon