Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fernando Valente: "Cheira-me a eliminatória da Liga dos Campeões"

Sportinveste 15/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Fernando Valente: "Cheira-me a eliminatória da Liga dos Campeões" © Sportinveste Multimédia Fernando Valente: "Cheira-me a eliminatória da Liga dos Campeões"

Fernando Valente encara o play-off com o Paços de Ferreira um oportunidade para abrilhantar a época do Aves na II Liga.

O treinador do Aves, Fernando Valente, disse que poder disputar a subida à I Liga frente ao primodivisonário Paços de Ferreira é uma oportunidade, num "play-off" entre equipas com armas distintas.

"A duas mãos, cheira-me a eliminatória da Liga dos Campeões e isso o Paços já viveu. Para nós, disputar a subida é uma oportunidade de consolidar o que fizemos durante a época, com trabalho e competência", disse Fernando Valente aos jornalistas.

O técnico do Aves, terceiro classificado elegível na II Liga, lembra que as "armas" em jogo nesta "liguilha" não são iguais, embora acredite que a subida ou permanência, consoante os casos, "vai resolver-se em 180 minutos ou mais".

"Não lidamos com armas iguais, mas, se pusermos em campo aquilo que fizemos como equipa, podemos ter as nossas possibilidades. Temos de ter a capacidade de perceber cada jogo, porque cada jogo tem a sua história", sublinhou, admitindo que "uma situação individual" poderá fazer a diferença.

Fernando Valente desvalorizou, por outro lado, as vantagens e desvantagens que se atribuem aos fatores emocionais e ao facto de, no caso do Paços, jogar fora o primeiro jogo, numa eliminatória em que os golos fora contam a dobrar em caso de igualdade, lembrando que as coisas só podem ser colocadas no plano teórico.

"A equipa que começa a jogar fora pode gerir melhor o jogo, mas as regras estavam definidas. Isso funciona apenas em teoria e não tem significado nenhum. Quando o jogo começa as emoções são completamente diferentes e um golo cedo pode mudar por completo as coisas", considerou.

Se há uma certeza neste "play-off" é a de que representa o ponto mais alto para o técnico, de 54 anos, cuja carreira foi construída em clubes secundários, e, por isso, Valente espera compensar a sua atual entidade patronal pela oportunidade concedida, sem deixar de reconhecer que Aves e Paços são duas equipas que lhe dizem muito.

"Que ganhe o que for mais competente, certo de que, aconteça o que acontecer, sairemos com a cabeça levantada", acrescentou o técnico, vaticinando que será um confronto para "tripla".

O Aves recebe o Paços de Ferreira na sexta-feira, às 20:15, visitando a Capital do Móvel na quarta-feira seguinte, num "play-off" que decidirá a última vaga na edição de 2014/15 da I Liga.

Fonte: OJOGO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon