Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Festas de Barrancos com tradicionais touros de morte começam na segunda-feira

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/08/2017 Administrator

Quatro toureiros espanhóis e um colombiano vão lidar os touros de morte das Festas de Barrancos deste ano, que começam na segunda-feira para cumprir uma tradição legalizada há 15 anos graças a um regime de exceção.

Conhecidas como "Fêra de Barrancos", as festas, que se tornaram "famosas" pelos touros de morte e misturam celebrações religiosas e divertimentos pagãos em honra de Nossa Sra. da Conceição, a padroeira da vila raiana do distrito de Beja, no Alentejo, vão decorrer até quinta-feira.

Como "manda" a tradição, o "pontapé de saída" das festas vai ser dado no feriado municipal, na segunda-feira, às 08:00, com a tradicional alvorada, animada pela Banda Filarmónica Fim de Século de Barrancos, seguindo-se as celebrações religiosas, uma missa, às 11:00, e uma procissão, às 18:00.

Após as celebrações religiosas do primeiro dia, os divertimentos pagãos, com destaque para as touradas de morte, oficialmente designadas "tradicionais festejos taurinos", vão dominar os restantes três dias das festas, que começam sempre às 08:00 com os tradicionais "encerros".

Através dos "encerros", os touros a lidar nas touradas de morte serão conduzidos até aos curros da praça.

Entre terça e quinta-feira, a partir das 18:00, as touradas de morte, que vão ser "abrilhantadas" pela Banda Filarmónica Fim de Século, prometem encher a "mítica" arena de Barrancos, a improvisada praça de touros, que, anualmente, é construída de propósito para as festas, na Praça da Liberdade, no centro da vila.

Na terça-feira, o toureiro colombiano Guerrita Chico e o espanhol Fernando Beltran vão lidar os dois touros de morte da corrida inaugural.

Os dois touros de morte da segunda corrida, na quarta-feira, vão ser lidados pelos toureiros espanhóis Serafín Marín e David Galan.

Na terceira e última corrida, na quinta-feira, o novilheiro espanhol Christian Canano vai lidar o quinto e último touro de morte da "fêra" de Barrancos deste ano.

Também como "manda" a tradição, a última corrida termina com a lide de uma vaca pelos espetadores "mais atrevidos" e que é morta na arena no meio de uma roda de pessoas.

Na quinta-feira, a partir das 10:00 e antes da última corrida, Christian Canano vai dar uma aula de toureio de salão na Praça da Liberdade.

As Festas de Barrancos prolongam-se pelas noites fora com espetáculos musicais de grupos e artistas portugueses e espanhóis, a partir das 22:00, na Praça da Liberdade, seguidos de bailes, a partir das 00:00, no Quintalão de Festas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon