Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Festival de música "à margem" reúne 21 bandas junto ao rio em Guimarães

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/08/2017 Administrator

Birds are Indie, The Society e Babel 17 são os cabeças-de-cartaz do Sons à Margem, um festival de música alternativa que vai decorrer entre sexta-feira e domingo em Arosa, Guimarães.

Paulo Coimbra Martins, da organização, disse à Lusa que no festival marcarão presença 21 bandas, das quais 19 portuguesas.

O organizador explicou ainda que o nome do festival resulta do facto de os concertos decorrerem junto ao rio Torto, um afluente do Ave, mas também pretende indicar uma aposta em diferentes musicalidades, com um cariz mais alternativo.

"No rescaldo dos festivais do ano passado, verificámos que nenhum deles assentava nos grupos alternativos e decidimos pôr mãos à obra", referiu.

A organização está a cargo de "um grupo de amigos", que entretanto conseguiu o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, da União de Freguesias Arosa e Castelões e da Comissão Fabriqueira da igreja local.

"Vamos ver no que dá esta primeira edição", referiu Paulo Coimbra Martins, sublinhando que a intenção é que o festival tenha continuidade e, eventualmente, dar um cariz profissional à organização.

Além dos concertos, os festivaleiros poderão ainda usufruir de uma zona de campismo gratuito, explorar os trilhos naturais existentes no local e usufruir da zona fluvial preparada para o efeito.

O passe para os três dias do festival custa 20 euros, havendo ainda bilhetes de oito euros (para sexta e domingo) e de dez euros (sábado).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon