Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Festival dedicado ao pão anima aldeia na Guarda no fim de semana

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/07/2017 Administrator

A aldeia de Videmonte, na Guarda, vai receber no fim de semana um festival dedicado ao pão, que inclui uma oficina orientada pelo jovem padeiro Diogo Amorim, que "preserva as técnicas tradicionais" do fabrico do pão de centeio.

Segundo a organização, a realização da oficina de pão, com direção de Diogo Amorim, é a "grande novidade" do evento, que vai na terceira edição e também inclui um roteiro dos fornos comunitários, oficinas de artesanato, poesia, música e degustações de sabores e de produtos de montanha.

"A cultura do pão de centeio, os valores e identidade naturais da montanha e a sua perfeita harmonia com a cultura local" são o mote do Festival Pão Nosso, que vai decorrer entre sexta-feira e domingo no âmbito do ciclo de Festivais de Cultura Popular do Concelho da Guarda.

A organização refere, em nota hoje enviada à agência Lusa, que o evento contempla "uma oferta alargada de iniciativas que promovem fortemente o envolvimento dos locais, em que os fornos comunitários e os moinhos de água reavivam a memória" da região.

A iniciativa "é um elogio a todos os que preservam os saberes ancestrais na preparação deste alimento [o pão] e os transmitem às novas gerações", sublinha.

O festival surge através de uma parceria da ADIRAM - Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede Aldeias de Montanha com o Município da Guarda.

Integra o Plano de Animação da Estratégia de Eficiência Coletiva iNature, cujo grande desígnio passa por consolidar o posicionamento da região Centro no Turismo de Natureza, e em particular do Parque Natural da Serra da Estrela, potenciando a marca Aldeias de Montanha.

"O Projeto Aldeias de Montanha materializa-se numa estratégia de desenvolvimento integrado que pretende valorizar o potencial natural e cultural da região da Serra da Estrela e [da] Beira Interior, colocando este território no mapa turístico nacional" afirma Victor Amaral, vice-presidente da ADIRAM e vereador da Cultura na Câmara Municipal da Guarda.

O autarca, citado na nota, considera que estas iniciativas "são fundamentais" para o crescimento económico e social, pois promovem "a tradição, a cultura e identidade e a sua interligação com os valores naturais do Parque Natural da Serra da Estrela".

"Os fornos comunitários que têm sido preservados ao longo do tempo são o elemento chave que promovem a ligação entre os [habitantes] locais e quem nos visita ", remata.

O ciclo de Festivais de Cultura Popular do Concelho da Guarda, que começou em junho e termina em setembro, tem por objetivos, entre outros, divulgar o património cultural material e imaterial, efetivo e afetivo das comunidades envolvidas, valorizar produtos e tradições singulares e a sua autenticidade, aumentar o potencial de dinamização da base económica e produtiva local e dinamizar a região.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon