Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Festival gastronómico convida a provar sabores regionais na Lagoa de Santo André

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

Pataniscas de choco, chanfana de pato bravo, ensopado de enguias e massinha de tainha são algumas das iguarias que podem ser apreciadas, a partir de sexta-feira, no Festival Gastronómico da Lagoa de Santo André, em Santiago do Cacém.

A 3.ª edição do festival, promovida pela Junta de Freguesia de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, distrito de Setúbal, conta com oito estabelecimentos de restauração, que, durante três dias, propõem sabores regionais aos visitantes, acompanhados de música tradicional e popular.

"Vamos dar a conhecer aos nossos visitantes aquilo que de melhor temos a nível da gastronomia local e regional e também ao nível da animação cultural, com três dias intensos assentes nos valores do nosso património artístico", disse hoje à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Santo André, David Gorgulho.

O objetivo da iniciativa, promovida pela primeira vez em 2015, passa por "fazer a divulgação" da gastronomia local, com destaque para "os sabores da lagoa, do mar e da terra", no sentido de "promover a região em termos económicos e turísticos", procurando contribuir para "dar um impulso à restauração", em especial numa altura de "época baixa".

Sem querer apontar números concretos, por ser um certame de entrada livre, o autarca disse esperar "largas centenas de visitantes" à semelhança do que aconteceu nas edições anteriores, em que houve "casa cheia".

"As entradas são livres e isso limita-nos a perceção do número de pessoas, até porque temos atividade antes da hora de almoço, a meio da tarde também aparecem pessoas para petiscar e, à noite, para jantar, pelo que é um pouco flutuante e, por isso, é difícil perceber quantas pessoas passam por ali, mas largas centenas de pessoas certamente", afirmou.

O festival abre oficialmente na sexta-feira, às 18:00, com um "moscatel de honra", acompanhado pela atuação do Coral Vozes D'Arte, seguido do grupo de cantares alentejanos Tem Avondo e de um baile animado pelos acordeonistas Luís Candeias e Luís Godinho.

No sábado, a música começa às 14:00, com o grupo coral e instrumental Afluentes do Sado, pelas 19:00 há animação com as acordeonistas Emília Cabrita e Celeste Costa e, a partir das 21:30, há baile com o duo "Rui Soares & Lau".

O último dia de festa é animado, a partir das 14:00, pelo grupo de cante alentejano feminino Vozes Além'Tejo, pelo grupo de música popular Falta Um e pelo grupo coral de Morelena, terminando com um baile com os Irmãos Cabanas.

Na tenda instalada na Costa de Santo André vão estar instalados durante os três dias do festival oito estabelecimentos de restauração da freguesia, rodeados por uma feira de artesãos.

Choco frito, massinha de choco, sopa da pedra, leitão assado em forno a lenha, cabrito assado no forno, perna de vitela no espeto, mariscos, enguias fritas, empada de perdiz, polvo à lagareiro, mexilhão ao natural ou ainda enchidos grelhados com batata-doce são outros dos pratos que fazem parte da ementa preparada este fim de semana.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon