Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Festival musical "devolve" jardim a Ponta Delgada este mês

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/09/2017 Administrator

O festival Jardim Fest vai ter, de novo, como palco, a 08 e 09 de setembro, o jardim António Borges, em Ponta Delgada, nos Açores, espaço que se pretende "devolver à cidade".

"A intenção é devolver o jardim António Borges à cidade de Ponta Delgada e criar um conjunto de atividades variadas que vão desde a música, às artes plásticas, ao cinema ao ar livre e uma pequena praça" disse à agência Lusa Filipe Mota, da Craca Associação Cultural, organizadora da iniciativa.

O responsável, que lamenta que o jardim António Borges seja "muitas vezes esquecido" na rotina diária de Ponta Delgada, com os seus habitantes a "acabarem por não usufruir dele", afirma que o evento "marca a diferença por se destinar a toda a família".

"Ao longo de cada edição temos vindo a assistir que este conceito tem vindo a amadurecer indo o público desde as crianças aos avós", declarou o dirigente da Craca, que sublinha as características especificas do festival resultantes do local onde se realiza e pela programação "mais variada possível", que "não assenta apenas num género musical ou num público muito concreto".

Filipe Mota referiu que a terceira edição do Jardim Sagres Fest contempla a música eletrónica com características "mais ambientais", passando pelo jazz, blues, a par de uma linha 'country'.

Segundo o cartaz do evento, no primeiro dia do festival, o soul e groove vão estar presentes através de Marta Ren & The Groovelvets, a par das escolhas musicais do ex-músico da banda Heróis do Mar Rui Pregal da Cunha.

O dia encerra com blues produzido nos Açores com a Triki & Franco Blues Band, estando ainda previsto dança ao por do sol através da presença de Um Gajo Chamado Keany.

O Jardim Fest contempla no segundo e último dia as presenças do trio de Almada Blue n' Grass, do alemão Alex Barck, da banda Jazzanova, a nova formação da cantora e compositora da ilha de São Miguel Sara Cruz, de Fabrizio Reinolds e DU-DÉ-DU.

As atividades culturais contemplam oficinas, artes plásticas, gastronomia, cinema, programa infantil e um jardim em silêncio, para além do mercado urbano de artesanato que surge em parceria com o Centro Regional de Apoio ao Artesanato dos Açores.

O festival vai contemplar, ainda, uma ação de sensibilização e responsabilidade social através da presença do Núcleo de São Miguel da Associação Animais de Rua que permitirá ao público o contacto direto com animais e informará sobre os processos de adoção de gatos e cães.

A iniciativa contempla ainda um conjunto de "boas práticas ambientais" que incentivam o público a "contribuir para a redução de resíduos e lixo" no espaço do jardim, assim como ações de sensibilização para as questões ecológicas e de sustentabilidade.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon