Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Filipe Martins, treinador do Real: "Não sei o que me vai acontecer"

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/05/2017 Hugo Monteiro

Filipe Martins, treinador do Real, comenta a histórica subida à II Liga.

© Nuno Abreu/Global Imagens

O treinador Filipe Martins disse que deve muito, em termos de carreira, ao Real Massamá, e que gostaria de continuar ligado ao clube na sua estreia na II Liga de futebol. "Sinceramente, não faço a mínima ideia do que me vai acontecer na próxima época. Sei que, em termos de carreira, devo muito a este clube e que tenho muita vontade de continuar. Não tenho qualquer proposta para sair. Mas agora é tempo de festejar", focou, em conferência de imprensa, o técnico do Real Massamá.

Filipe Martins recordou que começou a sua carreira de treinador nos juvenis do clube do concelho de Sintra e que, em termos de participação nas competições profissionais, "o clube tem uma boa estrutura e está mais do que preparado para os novos desafios".

"Desde o primeiro dia que acreditava na subida à II Liga, apesar de termos sofrido algumas oscilações ao longo da temporada. Houve alturas em que fomos do inferno ao céu. Mas os jogadores foram excecionais e trabalharam imenso para concretizarmos este objetivo", acrescentou Filipe Martins.

O capitão de equipa, Rúben Marques, estava nas nuvens com a subida à II Liga: "Chegaram a dar-nos como mortos, mas nós acreditámos sempre. Estou muito feliz, cansado e orgulhoso com esta subida de divisão. E desejo continuar ligado ao Real Massamá".

Nuno Tomás, defesa central emprestado pelo Belenenses ao Real ainda não sabe se terá de regressar ao conjunto do Restelo na próxima temporada, mas mostrou-se disponível para enfrentar qualquer decisão que venha a ser tomada num futuro próximo. "Contem comigo. Este foi um campeonato muito complicado, mas esta subida é uma grande recompensa para todos os jogadores, que formaram um balneário sempre muito unido", destacou Nuno Tomás.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon