Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Filmes iranianos conquistam festival de cinema de Avanca

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/07/2017 Administrator

A 21.ª edição dos encontros de cinema, televisão, vídeo e multimédia de Avanca encerrou hoje, distinguindo o filme iraniano "Kashtiban" com o prémio cinema para melhor longa-metragem e "Heyvan", do mesmo país, com o galardão de melhor curta.

Em comunicado enviado à Lusa, a organização do festival de Avanca salientou que "Kashtiban", de Majid Esmaeli-Parsa, venceu ainda o prémio de melhor fotografia.

As longas-metragens "Marisa en los bosques", do espanhol Antonio Morales, e "Foro Íntimo", do brasileiro Ricardo Mehedff, receberam menções especiais, tendo este último recebido também a distinção de melhor ator, atribuída a Gustavo Werneck.

Do lado da animação, a melhor obra foi para "Scrambled", do holandês Bastiaan Schravendeel, e "And the moon stands still", uma coprodução entre Bielorrússia, Alemanha e EUA, de Yulia Ruditskaya, recebeu uma menção especial.

O prémio estreia mundial foi entregue a "Loop", "dos muito jovens" Manuel Caeiro e Valério Marques, finalistas da Escola Val do Rio.

De acordo com a organização, o júri do cinema foi constituído pelos cineastas Goran Radovanovic (Sérvia) e Latifa Said (França, Argélia), o ator Tibo Vandenborre (Bélgica) e os programadores internacionais Ana Abramovic (Croácia), Antonio Delgado Liz (Espanha) e Tsanko Vasilev (Bulgária).

Na categoria de televisão, foram premiados 'ex-aequo' os documentários "Flames", de Zefrey Throwell e Josephine Decker, e "Pelerinaxes", de Simone Saibene, enquanto "Ba(p)tismo da Terra", de Vanessa Rodrigues, obteve uma menção especial.

Quanto ao vídeo, o prémio foi dado a "Her", da chinesa Grace Guo, e o prémio sénior ficou para "El inconveniente", da argentina Adiana Yurcovich, tendo "O maravilhoso Reino da Terra", de Carlos Silveira, sido galardoado com o prémio estreia mundial.

Já a "Competição Avanca" distinguiu obras produzidas na região, tendo premiado "Fim da linha", de Paulo D'Alva e António Pinto, o documentário "Canil", de Miguel Marques, e a longa-metragem "Ad Ventum", de Barbara Mateos, enquanto o prémio estreia mundial foi para "Antes que a noite venha -- falas de Antígona", de Joaquim Pavão, e "Canil".

"No total, seis júris constituídos por 37 individualidades de dez países atribuíram 18 prémios e sete menções especiais", realçou a organização.

O festival de Avanca realiza-se anualmente, com organização do cineclube local e da Câmara Municipal de Estarreja, no distrito de Aveiro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon