Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fornos de Algodres fecha piscina para poupar água

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/10/2017 Administrator

A Câmara de Fornos de Algodres fechou temporariamente a piscina municipal e vai realizar uma campanha de sensibilização junto da população a apelar para a poupança de água, disse hoje à agência Lusa o seu presidente.

Segundo o autarca Manuel Fonseca, "tendo em conta o que se tem dito relativamente a previsões de falta de água", o município de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, decidiu tomar medidas para acautelar a situação.

"[A piscina municipal foi encerrada temporariamente] porque [com o seu funcionamento] há sempre perdas de água. Como tal, entendemos que não estão reunidas as condições para que continue aberta, uma vez que a opção é satisfazer as necessidades básicas da população", justificou.

Para além do encerramento da piscina, o presidente adiantou que "não estão a ser regados os jardins públicos" e que a autarquia vai fazer uma campanha de sensibilização junto da população para que poupe água e a use "com sabedoria".

"Os próximos três meses vão continuar a ser de pouca chuva e de temperaturas mais elevadas que os valores médios, o que vai agravar a situação de seca que se vive em Portugal e pode levar mesmo a que o armazenamento que abastece o concelho atinja níveis críticos, pelo que apelamos a todos para que moderem o consumo de água em vossas casas", refere a autarquia de Fornos de Algodres na campanha de sensibilização "Toda a gota conta! Poupe água", que já iniciou na sua página no Facebook.

O município também dá vários conselhos úteis para que os habitantes possam poupar água em casa.

Manuel Fonseca explicou à Lusa que o abastecimento público de água no concelho de Fornos de Algodres é feito pela empresa Águas do Vale do Tejo, que tem sede na Guarda, mas que algumas nascentes locais "estão a ficar completamente no limite".

Os depósitos das povoações de Forcadas, Queiriz e Vila Ruiva já estão a ser abastecidos pelas cisternas dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres, uma vez que "os sistemas [de abastecimento de água] habituais não existem", apontou.

Segundo o responsável, atendendo à situação de seca em que o país se encontra, o município de Fornos de Algodres decidiu, "de forma isolada", tomar medidas que levem os habitantes a poupar água.

O autarca admite a possibilidade de "falar" com os autarcas dos restantes municípios servidos pela empresa Águas do Vale do Tejo, para que, em conjunto, possam ser tomadas medidas de poupança de água nos territórios.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon