Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

França quer acabar com produção de hidrocarbonetos no seu terrritório

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Administrator

O governo da França apresentou hoje um projeto de lei que pretende acabar com a produção de hidrocarbonetos no seu território e espera outros países a seguirem o seu exemplo.

"Estamos na vanguarda desta ambição (acabar com a produção de hidrocarbonetos), que é da França e deve ser do mundo", declarou o presidente, Emmanuel Macron, citado pelo porta-voz do governo, Christophe Castaner.

O texto, apresentado pelo ministro da Transição Ecológica, Nicolas Hulot, prevê que nenhuma autorização para exploração de hidrocarbonetos seja atribuída, o que vai colocar um fim à procura de novas jazidas de petróleo ou gás.

Entretanto, as concessões de exploração existentes não vão ser renovadas além de 2014, se bem que a produção se possa prolongar para além desta data.

O governo deseja que a lei seja adotada antes do final do ano, para ficar escrito na pedra uma promessa de campanha do chefe de Estado eleito em maio.

A França é apenas um operador menor na indústria. Extrai cerca de 815 mil toneladas de petróleo por ano, tanto quanto a Arábia Saudita produz em algumas horas.

Esta quantidade corresponde apenas a um modesto um por cento do consumo francês: o país importa massivamente o seu petróleo, cuja principal utilização é o transporte, e o seu gás, que é utilizado designadamente para aquecimento.

"A produção francesa pode ser considerada como marginal em relação ao nosso consumo, mas somos o primeiro país a tomar este tipo de medidas", disse à AFP Nicolas Hulot, que aposta no facto de "outros países vão seguir o exemplo" da França.

Em relação ao gás de xisto, a sua extração vai ser interdita, qualquer que seja a técnica utilizada.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon