Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Frederico Morais é o primeiro português numa final do circuito mundial de surf

Logótipo de LusaLusa 20/07/2017 João Pedro Simões

Jeffreys Bay, África do Sul, 20 out (Lusa) - Frederico Morais tornou-se hoje no primeiro português a chegar à final de um campeonato do circuito mundial de surf, ao qualificar-se para o 'heat' decisivo da etapa sul-africana, ao vencer o brasileiro Gabriel Medina.

O surfista português, 18.º do 'ranking', mundial, conquistou na primeira bateria das meias-finais 17,37 pontos (9,27 e 8,10), contra os 14,70 (7,77 e 6,93) do campeão do mundo de 2014, atual 11.º do circuito.

JACK BARRIPP - WSL HANDOUT/WORLD SURF LEAGUE © EPA / JACK BARRIPP - WSL HANDOUT JACK BARRIPP - WSL HANDOUT/WORLD SURF LEAGUE

Na final do Corona Open J-Bay, sexta etapa do circuito mundial, 'Kikas' vai defrontar o vencedor do embate entre o brasileiro Filipe Toledo, 14.º, e o australiano Julian Wilson, oitavo.

No seu ano de estreia no circuito, 'Kikas' tornou-se no primeiro português a chegar a uma final de um campeonato, depois de na quarta-feira ter igualado a presença nas meias-finais alcançada por Vasco Ribeiro, na etapa de Peniche de 2015, e por Tiago Pires, que, durante os sete anos entre a elite, chegou por três vezes às meias-finais.

‘Saca' foi terceiro classificado no Rip Curl Pro Search, em Bali, em 2008, no Quiksilver Pro France, em Hossegor, em 2009, e no Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália, em 2011, tendo sido afastado das finais por Freddy Patacchia Jr, Mick Fanning e Kelly Slater, respetivamente.

JP // SB

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon