Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Frelimo quer congresso a dar sinal de paz a investidores e parceiros de cooperação

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/09/2017 Administrator

A Frelimo quer que o 11.º congresso do partido sirva para dar um sinal a investidores e parceiros de que a paz e recuperação económica de Moçambique são prioridades do partido no poder, disse hoje o porta-voz da organização.

A Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) pretende que "os investidores e parceiros de cooperação tenham garantias de que, efetivamente, os esforços" do Presidente da República e líder do partido, Filipe Nyusi, para "resgate da paz", "estabilidade do país" e na área da "diplomacia económica, vão ter continuidade", referiu António Niquice.

Aquele dirigente falava hoje em Maputo numa conferência de imprensa sobre o principal encontro das estruturas do partido que vai decorrer a partir de terça-feira e até domingo na nas instalações da Escola Central da Frelimo, na Matola, cidade nos arredores da capital, Maputo.

Delegados de todo o país vão participar na eleição do líder da Frelimo, sendo que Filipe Nyusi é, para já, o único candidato à sua própria sucessão, correndo para um segundo mandato.

De acordo com o porta-voz do partido, espera-se que as decisões do 11.º Congresso consolidem "a união e coesão da Frelimo", em torno da figura do atual presidente.

O encontro deverá juntar cerca de 4.000 pessoas, oriundas das 11 províncias de Moçambique.

Este congresso antecede as eleições autárquicas de 10 de outubro de 2018 e as eleições gerais de 2019, ainda sem data marcada.~

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon