Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Fresenius Kabi representa cerca de 10% da exportação nacional em medicamentos - Governo

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/07/2017 Administrator

O secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, destacou hoje "a capacidade exportadora brutal" da Fresenius Kabi, que representa cerca de 10% da exportação nacional em medicamentos de produção nacional.

"Estamos perante uma fábrica modernizada, com uma capacidade exportadora brutal, que representa praticamente 10% da exportação nacional em medicamentos de produção nacional", apontou.

No final da inauguração da nova unidade de produção de penicilinas da Fresenius Kabi, no concelho de Tondela, Manuel Delgado disse aos jornalistas estar muito otimista em relação ao futuro da indústria portuguesa nesta área.

"Esta fábrica representa já um grande investimento, mas tem sobretudo o significado da capacidade de empreendedorismo dos portugueses e do investimento nacional", acrescentou.

A unidade 5 do Complexo Industrial de Santiago de Besteiros representa um investimento de cerca de 17 milhões de euros e a criação de 80 novos postos de trabalho.

Esta extensão do Complexo Industrial de Santiago de Besteiros, equipada com duas linhas de produção em mais de 6.000 metros quadrados, vai permitir à empresa aumentar a capacidade da produção de penicilinas, respondendo assim à crescente procura de medicamentos anti-infecciosos.

De acordo com o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, a Fresenius Kabi é "o maior exportador português de medicamentos fabricados em Portugal".

"Todo o setor de medicamentos cresceu 21% em exportações só de janeiro até abril. Em 2016 exportámos mais em saúde do que vinho", disse.

Também a diretora-geral da Fresenius Kabi Portugal Espanha, Montse Planas, evidenciou a capacidade exportadora da empresa que era de menos de quatro milhões de euros aquando da aquisição da Labesfal, em 2005.

"Conseguimos colocar o volume de exportações num patamar sem precedentes. Em 2016 exportámos 20 vezes mais, para todos os continentes, num total de 70 países", referiu.

As vendas em 2016 rondaram os 133 milhões de euros, "dois terços dos quais para exportação".

"Nos últimos 12 anos conseguimos criar mais de 200 novos postos de trabalho e empregamos quase 700 trabalhadores. Somos um dos maiores empregadores da indústria farmacêutica em Portugal", concluiu.

A Fresenius Kabi é a filial portuguesa da multinacional alemã Fresenius Kabi, especializada em medicamentos vitais e em tecnologias de perfusão, transfusão e nutrição clínica.

Em 2005, a Fresenius Kabi adquiriu 100% da Labesfal, tornando-se uma das maiores unidades de produção de medicamentos do país.

Nos últimos 10 anos, foram investidos no complexo industrial do concelho de Tondela cerca de 55 milhões de euros, na construção de duas unidades de raiz e de um complexo logístico farmacêutico.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon