Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Furacão Irma: Pelo menos três mortos em Porto Rico

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/09/2017 Administrator

Pelo menos três pessoas morreram à passagem do furacão Irma por Porto Rico, elevando para nove o número total de vítimas nas Caraíbas, com quatro em Saint-Martin, uma em Barbuda e outra em Anguilla.

O governador da ilha de Porto Rico, Ricardo Rosselló, indicou também que o furacão causou a queda de árvores e postes elétricos e advertiu que, embora o Centro Nacional de Furacões tenha suspendido o alerta de furacão, as chuvas ainda podem provocar inundações e situações de perigo.

Segundo Rosselló, mais de um milhão de pessoas (cerca de 69%) na ilha caribenha pertencente aos Estados Unidos não têm eletricidade e mais de 220.000 ficaram sem água.

Hoje e na sexta-feira, não haverá aulas nas escolas e os funcionários públicos não irão trabalhar.

O Serviço Nacional de Meteorologia estimou entre 20 e 30 centímetros de altura o nível da água na zona montanhosa da região leste e até 20 centímetros ao longo do rio Grande Manatí.

Espera-se que hoje se registem mais 12 centímetros, inclusive na zona oeste da ilha, pelo que foi emitido um aviso de inundações.

O governador alertou para a possibilidade de deslizamentos de terra e de a água de afluentes fluviais transbordar, numa altura em que se registaram em San Juan ondas de até nove metros.

Num relatório preliminar, o diretor da Agência Estatal para a Gestão de Emergências e Administração de Desastres (AEMEAD), Abner Gómez, indicou que as aldeias mais afetadas são Utuado (centro), Fajardo e Culebra, no leste.

Segundo os primeiros dados, os maiores incidentes registados devem-se às árvores que estão a obstruir as vias públicas e a queda de postes de eletricidade.

De acordo com a polícia, há um total de 6.298 pessoas que necessitaram de alojamento.

O departamento de Saúde indicou que 42% das instituições hospitalares da ilha estão operacionais e nelas estão a ser utilizados geradores elétricos.

Atualmente, estão a ser analisados os danos no aeroporto internacional Luis Muñoz Marín, de San Juan, com vista à sua reabertura.

O governador de Porto Rico transmitiu na quarta-feira ao secretário de Saúde federal, Tom Price, a necessidade de mais pessoal, devido à situação de emergência, e conversou igualmente com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o vice-Presidente, Mike Pence, e o chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, que lhe expressaram a sua solidariedade e apoio à ilha.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon