Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Furacão Irma: Voo com destino a Punta Cana partiu na 4.ª feira só com 25 portugueses

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/09/2017 Administrator

O voo que saiu de Portugal na quarta-feira com destino a Punta Cana, na República Dominicana, seguiu apenas com 25 portugueses, dos 400 turistas que tinham efetuado a reserva, disse hoje o presidente da associação das agências de Viagens à Lusa.

De acordo com Pedro Costa Ferreira, houve assim 375 cancelamentos, devido à passagem do Furacão Irma.

"O avião deveria ter transportado 450 turistas, mas depois da informação prestada aos clientes pelos operadores e agências de viagens, apenas 25 quiseram seguir viagem", afirmou o presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), acrescentando que o dinheiro será restituído a quem cancelou estas férias.

Ao final da tarde hoje, o Irma mantinha o seu rumo oeste-noroeste, com uma velocidade de translação aproximada de 28 quilómetros por hora, no seu trânsito das ilhas Turcas e Caicos em direção aos mares a norte de La Española (República Dominicana e Haiti).

Na República Dominicana, cerca de 7.500 turistas foram preventivamente transferidos de complexos hoteleiros em Samaná, Punta Cana e Puerto Plata para hotéis em Santo Domingo e Santiago, por causa do furacão Irma, informaram hoje as autoridades.

"Os turistas encontravam-se em hotéis do leste e do nordeste do país, a zona mais afetada pelo furacão, mas foram transportados nas últimas horas para outros em Santo Domingo, a capital do país, e em Santiago, a segunda maior cidade (norte)", explicou à imprensa o diretor do Corpo Especializado de Segurança Turística (Cestur), Juan Carlos Torres.

Por seu lado, a Associação de Hotéis e Turismo da República Dominicana (Asonahores) assegurou que, até agora, não há danos graves a registar na indústria turística nacional.

Nos complexos hoteleiros, a maioria deles situados em Punta Cana, Puerto Plata, Samaná e Santo Domingo, foram ativados os protocolos de segurança e prevenção e está tudo sob controlo, explicou hoje um porta-voz do Ministério do Turismo, citado pela agência noticiosa espanhola Efe.

Várias companhias aéreas reprogramaram os seus voos na República Dominicana para transferir os turistas antes da passagem do furacão Irma, ao passo que foram cancelados cerca de cem voos de e para vários dos aeroportos internacionais do país que, no entanto, continuam a funcionar.

O olho do furacão Irma mover-se-á hoje sobre o norte da costa de La Española e o sudeste das Bahamas, depois de deixar para trás Porto Rico, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Segundo o boletim do NHC das 15:00 TMG (16:00 em Lisboa) de hoje, o sistema frontal de baixas pressões encontra-se a 125 quilómetros a leste-nordeste de Puerto Plata (República Dominicana) e a 190 quilómetros a sudeste da ilha Grande Turca (Ilhas Turcas e Caicos).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon