Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Furacão Maria enfraquece, segue para Leste e afasta-se dos EUA

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/09/2017 Administrator

O furacão Maria está hoje a seguir para leste no Atlântico, depois de enfraquecer, dando aos Estados Unidos um descanso das constantes ameaças tropicais do último mês.

Não foram relatados quaisquer feridos nos EUA provocados pelo furacão Maria, que atingiu principalmente as ilhas que formam os Outer Banks da Carolina do Norte, elevando o nível da água, lançando ondas fortes contra as frágeis ilhas e passando por cima da única estrada que liga a ilha Hatteras ao continente.

Enquanto os ventos mais pujantes do Maria permaneceram no mar, os ventos de força tropical da tempestade prolongaram-se em terra, agitando as ondas em ambos os lados das ilhas.

O Maria deslocou-se lentamente na segunda e terça-feira, antes de acelerar para o mar no final do dia de quarta-feira, enfraquecendo e passando a tempestade tropical no início do dia de hoje.

As autoridades esperam que as condições melhorem hoje nos Outer Banks, para que as escolas possam reabrir, a areia ser removida das estradas e os barcos que fazem a ligação à ilha de Ocracoke possam voltar a funcionar.

Ao início da manhã de hoje, o Maria estava cerca de 440 quilómetros a leste-nordeste do Cabo Hatteras.

Desde que o furacão Harvey se formou no Golfo do México, no passado dia 24 de agosto, os meteorologistas têm vigiado o Atlântico por causa de eventuais fenómenos meteorológicos que possam ameaçam os Estados Unidos ou as ilhas das Caraíbas.

Mas o Centro Nacional de Furacões prevê que o Maria e o furacão Lee, que se fortaleceram e passaram a furacão da categoria 3 na quarta-feira, antes de enfraquecerem para categoria 2, no Atlântico, seguiram rapidamente para leste, para águas mais frias e longe da região.

O Maria atingiu Porto Rico com força de categoria 4, devastando a ilha. À medida que a tempestade se dirigia para o norte e para o oeste, as autoridades da Carolina do Norte pediram que mais de 10 mil turistas deixassem Hatteras e Ocracoke devido à possibilidade de inundações.

Entretanto, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou no início da semana que vai deslocar-se a Porto Rico no próximo dia 03 de outubro.

O anúncio surgiu numa altura em que a administração norte-americana tem recebido fortes críticas por causa da sua reação aos danos provocados pelas recentes intempéries em Porto Rico, ilha com mais de três milhões de cidadãos norte-americanos

Após a passagem dos furacões Irma e Maria durante o mês de setembro, a ilha de Porto Rico está a enfrentar uma escassez de alimentos, água potável e de combustível.

A rede de eletricidade está destruída e as comunicações naquele território estão gravemente comprometidas.

Porto Rico, onde o furacão Maria fez pelo menos 13 mortos, enfrenta uma "catástrofe humanitária", segundo alertaram as autoridades locais, que recordaram que os porto-riquenhos têm enfrentado os efeitos de ventos fortes, inundações e chuvas torrenciais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon