Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

General Kamalata Numa pondera voltar a concorrer à liderança da UNITA

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/09/2017 Administrator

O general e ex-deputado da UNITA Abílio Kamalata Numa admitiu hoje à Lusa que está a ponderar concorrer à liderança do maior partido da oposição, depois de na quarta-feira o atual líder, Isaías Samakuva, ter colocado o seu lugar à disposição.

O político foi um dos que a 05 de dezembro de 2015 concorreu à liderança da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA), tendo arrecadado apenas 1,7% dos votos, contra os 82,8% de Isaías Samakuva e os 14,5% do também deputado e general Lukamba Paulo 'Gato'.

"Tenho estado a avaliar com que forças é que podemos contar e nos próximos dias vou ver se percorro pelo menos umas quatro ou cinco províncias. Depois desta avaliação vou tomar a decisão, porque a minha posição deve estar sustentada", afirmou Abílio Kamalata Numa, em declarações à Lusa.

Para o general na reserva, a intenção de liderar a UNITA "continua patente", mas antes de tomar qualquer decisão precisa "entender com que forças" poderá contar.

"Nós conhecemos quais são os problemas que temos, que fazem com que não tenhamos tido a performance desejada, e é isto que nós queremos atacar", observou.

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, afirmou na quarta-feira que pretende abandonar a liderança do maior partido da oposição, colocando o seu lugar à disposição no arranque de um novo ciclo político em Angola, após as eleições gerais de 23 de agosto, ato eleitoral que o MPLA venceu com 61% dos votos.

"Afirmei aos angolanos antes e durante a campanha eleitoral que depois das eleições deixaria o cargo de presidente da UNITA para servir o partido numa posição diferente [concorria a Presidente da República]. Mantenho e reafirmo esta decisão", Isaías Samakuva, na abertura da quarta reunião ordinária da Comissão Política do Comité Permanente da UNITA, na quarta-feira.

Contactado pela Lusa, Lukamba Paulo 'Gato', outro dos três candidatos nas eleições para presidente da UNITA em 2015, que hoje tomou posse para novo mandato como deputado do partido, remeteu para os próximos dias um pronunciamento sobre a sua disponibilidade em voltar a concorrer à liderança, que só deverá acontecer em 2018.

Na terça-feira, João Lourenço foi empossado como terceiro Presidente da República de Angola, após a vitória (61%) do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) nas eleições gerais de 23 de agosto, sucedendo a 38 anos no poder de José Eduardo dos Santos.

Hoje foram empossados os deputados à Assembleia Nacional, no arranque da IV Legislatura em Angola.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon