Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Giggs anuncia fim de carreira como jogador e passa a adjunto de Van Gaal

Logótipo de LusaLusa 19/05/2014 Filipe Bravo
PETER POWELL/EPA © @ EPA / PETER POWELL PETER POWELL/EPA

Redação, 19 mai (Lusa) - Ryan Giggs anunciou hoje que termina a carreira como futebolista, após 23 épocas ao serviço da equipa principal do Manchester United, continuando no entanto no clube inglês como adjunto de Louis van Gaal.

Aos 40 anos, o galês afirma, em comunicado, que representou "o maior e melhor clube do mundo", que tem "os melhores adeptos do futebol mundial", pelo que não lhe foi difícil continuar ligado ao emblema inglês, agora com novas funções".

"Hoje é um dia fantástico para o Manchester United. Louis van Gaal é um grande treinador e estou feliz pela oportunidade de trabalhar com alguém do seu nível. As suas credenciais são inigualáveis e tenho a certeza de que o clube vai prosperar sob o seu comando ao longo dos próximos anos", referiu, comentando a nomeação do treinador holandês, anunciado também hoje como novo técnico.

A propósito da sua carreira, relembrou os 963 jogos pelo Manchester United e os 64 pela seleção do País de Gales. "O meu sonho sempre foi jogar no Manchester United. (...) realizei esse sonho com alguns dos melhores jogadores do mundo, trabalhando com um técnico incrível como Sir Alex Ferguson e, acima de tudo, jogando para os melhores adeptos no mundo do futebol. Eu sempre senti e agradeci o seu apoio".

Giggs aproveitou a ocasião para agradecer a "toda a equipa de bastidores e as equipas de base que tivemos no Manchester United ao longo dos anos". "Eu não teria alcançado sucesso sem a sua dedicação contínua e compromisso de criar o melhor ambiente para permitir que os jogadores prosperassem. Eu não teria ganho 34 troféus na minha carreira sem vocês", escreveu.

"Para mim, hoje é um novo capítulo cheio de muitas emoções - imenso orgulho e tristeza, mas, sobretudo, projeção para o futuro", escreveu ainda Giggs, que garante que tudo vai ser feito para que o Manchester United volte ao primeiro plano do futebol inglês e mundial.

FB // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon