Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Gliding Barnacles, na Figueira da Foz, com 25 concertos entre a praia e a cidade

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/08/2017 Administrator

O festival Gliding Barnacles arranca na segunda-feira e durante sete dias propõe atividades ligadas ao surf e música, com 25 concertos entre a praia do Cabedelo e a cidade da Figueira da Foz.

Durante os sete dias da quarta edição do evento, haverá 'workshops' relacionados com o surf, pequenas competições, exposições, residências artísticas, uma performance, um almoço vínico, um mercado e 25 concertos que se realizam na praia do Cabedelo, numa antiga garagem no centro da cidade e no jardim municipal.

"Como o Cabedelo é um sítio periférico, longe da cidade, e como os surfistas estão nessa zona marginal, quisemos trazer o surf para dentro da cidade", sublinhou à agência Lusa o promotor da iniciativa, Eurico Gonçalves.

O festival, organizado pela Associação de Desenvolvimento Mais Surf, começa na segunda-feira, com uma performance e um vídeo a cargo do festival de Montemor-o-Velho CITEMOR, e, na terça-feira, é inaugurada uma exposição de fotografia na antiga garagem da Auto Peninsular, ao mesmo tempo que decorrem 'workshops' e debates no Cabedelo, explicou.

Os concertos arrancam na quarta-feira e realizam-se até ao último dia, espalhando-se por um palco na praia, outro na antiga garagem e ainda um no Jardim Municipal da Figueira.

Na quinta-feira, há a atuação dos americanos Cosmonauts no jardim, espaço que recebe na sexta-feira TT Syndicate e no sábado The Legendary Tigerman, informou o responsável.

Pelo palco na antiga garagem, vão passar nomes como Subway Riders, Ghost Hunt, 800 Gondomar, Twist Connection e Thee Eviltones.

Para terminar o certame, há um concerto de encerramento levado a cabo por Beau Young, na Praia do Cabedelo, a 03 de setembro.

Durante os dias do festival, vai haver "vários minicampeonatos com pranchas diferentes", sendo apenas usados os modelos de pranchas de surf até aos anos 1970, frisou o promotor.

Segundo Eurico Gonçalves, são esperados pelo menos "64 surfistas estrangeiros profissionais", da Austrália, Estados Unidos, Japão e Nova Zelândia, bem como de vários países da Europa.

Os concertos são de entrada gratuita, mas quem quiser "pode deixar uma contribuição", contou.

O festival conta com o apoio da Câmara Municipal, do Turismo Centro de Portugal, União de Freguesias de Buarcos e São Julião e Junta de Freguesia de Lavos, entre outras entidades.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon