Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Gold Cup: Jamaica "vinga-se" do México e apura-se para a final

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Hugo M. Monteiro

Um golo aos 88 minutos foi suficiente para afastar o México.

Um golo solitário e tardio de Kemar Lawrence (88) colocou esta segunda-feira a Jamaica na final da Gold Cup em futebol, frente aos Estados Unidos, valendo o triunfo por tangencial 1-0 sobre o México, detentor do troféu.

Em Pasadena, Califórnia, Estados Unidos, e perante 50.000 adeptos mexicanos no estádio Rose Bowl, os "reggae boys" vingaram-se da derrota da final de 2015, na altura por 3-1.

Esta foi a primeira vez que a Jamaica se impôs ao México em oito desafios nesta competição, sendo que averbavam cinco derrotas e dois empates.

O único golo foi marcado através de um livre direto, que não deu hipóteses ao guarda-redes Jose Corona, decisivo nos jogos do México frente a Curaçau na fase de grupos e Honduras nos quartos-de-final.

Na fase de grupos, em desafio igualmente muito equilibrado, as equipas tinham empatado 0-0.

O México, a quem Portugal venceu no jogo para atribuição do terceiro lugar na Taça das Confederações, na Rússia, não jogou com os "portugueses" Corona, Herrera, Layun, do FC Porto, e Jiménez, do Benfica.

© EPA/PAUL BUCK

A final será disputada no Levi's Stadium, em Santa Clara, frente aos Estados Unidos, que tinham vencido a Costa Rica por 2-0 e que procuram o sexto título na 10.ª final que disputam.

Em 2015, a Jamaica afastou os norte-americanos nas meias-finais, por 2-1.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon