Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo angolano negoceia com grupo chinês exploração de ferro no Cunza Norte

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/07/2017 Administrator

O Governo angolano e a empresa chinesa CIF estão em negociações para o arranque do projeto de exploração de ferro e construção de uma siderúrgica, na província do Cuanza Norte, com potencial de 276 toneladas anuais desse metal.

Segundo o diretor provincial da Indústria e Geologia e Minas do Cuanza Norte, Emanuel de Sousa, o projeto de exploração de ferro e construção da fábrica de siderurgia no polo industrial do Dondo, encontra-se em fase de conversações entre o ministério de tutela e a empresa investidora, China International Found (CIF).

O responsável referiu que estão igualmente em preparação os estudos de viabilidade do projeto mineiro siderúrgico da Cerca, que abrange os municípios de Golungo Alto, onde se encontra a comuna da Cerca, e de Cambambe.

"A presumível exploração de ferro por parte da empresa chinesa CIF é no município de Cambambe, na zona do Muchau, junto a Nova Oeiras", explicou Emanuel de Sousa, em declarações hoje à Rádio Nacional de Angola.

Segundo Emanuel de Sousa, a implementação deste projeto poderá gerar vários postos de trabalhos e desenvolvimento da região.

"São muitos setores abrangidos nesta exploração e a produção de ferro vai implicar meios de transportes ferroviário, camionagem, vai implicar que se invista bastante no setor energético na região, porque é uma indústria que consome bastante energia e água", referiu.

A região de Nova Oeiras viu erguida, em 1771, pelo português Francisco Inocêncio Coutinho, a sua primeira fábrica de ferro, igualmente a primeira do género em África.

Para a implementação do projeto, foram desminados pelo Governo angolano cerca de dois milhões de metros quadrados, tendo já sido entregues três certificados provisórios da área de exploração, do estaleiro e da picada de ligação de duas áreas.

De acordo com o chefe adjunto da sala operativa central da comissão executiva de desminagem do Ministério da Assistência e Reinserção Social, João Sebastião, certificou que já pode se dar início ao projeto, tendo em conta a vasta área desminada.

"Nós estávamos a desminar o projeto de concessão de ferro, na área da comuna da Cerca, precisamente Mbassa e Nova Oeiras", disse, acrescentando que nesta altura está a ser feita uma desminagem de acompanhamento.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon