Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo assegura condições de segurança no dérbi e deseja espetáculo sem violência

Logótipo de LusaLusa 22/04/2017 João Pedro Simões

Lisboa, 22 abr (Lusa) – O secretário de Estado da Juventude e Desporto lamentou hoje a morte de um adepto italiano de futebol, antes do dérbi entre Sporting e Benfica, para o qual disse estarem asseguradas as condições de segurança, desejando um espetáculo sem violência.

“Desejo e tenho a certeza de que logo à noite vamos poder assistir a um grande espetáculo de futebol e que, efetivamente, não decorram outros fenómenos que nada têm a ver com o futebol”, afirmou João Paulo Rebelo, em declarações à agência Lusa.

Um homem de 41 anos, de nacionalidade italiana, morreu esta noite na sequência de um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, segundo a Polícia de Segurança Pública (PSP), que foi chamada ao local depois de alertada para a existência de confrontos.

“Quero lamentar profundamente a morte de um adepto de futebol, que ocorreu esta madrugada em circunstâncias que estão a ser apuradas. Obviamente, temos de aguardar os resultados dessas investigações”, afirmou o governante.

Sporting, terceiro classificado com 63 pontos, e Benfica, líder com mais oito, defrontam-se hoje, a partir das 20:30, em jogo da 30.ª jornada da I Liga, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, num dérbi que vai ser arbitrado por Artur Soares Dias, da associação do Porto.

“Tenho estado em contacto permanente com a minha colega secretária de Estado da Administração Interna, no sentido de garantir que o espetáculo deste jogo de futebol tenha todas as medidas para que possa decorrer com toda a segurança”, frisou.

João Paulo Rebelo aproveitou ainda para responsabilizar “todas as entidades e instituições que regulam e tutelam o futebol em Portugal para erradicar a violência no desporto e no futebol em particular”.

“Se o Governo e as entidades que tutelam o futebol têm especiais responsabilidades, eu tenho dito e quero reafirmar que todos os agentes desportivos também têm de assumir as suas. Por isso, dirigentes, atletas, treinadores e adeptos têm de estar imbuídos neste espírito de que a violência nada tem a ver com os valores do desporto e deve ser um combate feito por todos”, rematou.

A ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária, que investiga a possibilidade de se ter tratado de um homicídio.

O atropelamento mortal ocorreu ao início da madrugada, na Avenida Machado Santos, junto à rotunda sul do Estádio da Luz, tendo a PSP sido chamada ao local pelas 02:40.

Miguel A.Lopes/LUSA © LUSA / Miguel A.Lopes Miguel A.Lopes/LUSA

O Sporting e o clube italiano Fiorentina já lamentaram a morte deste seu adepto, tal como outras entidades.

JP (IMA) // ROC

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon