Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo da Somália despede chefes da polícia e serviços secretos após novo atentado

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/10/2017 Administrator

O Governo da Somália despediu os chefes da polícia e dos serviços secretos na sequência do ataque terrorista de sábado na capital, Mogadíscio, cujo número de mortos subiu para 27, tendo ferido outras 30 pessoas.

De acordo com um comunicado emitido esta manhã pelo gabinete do primeiro-ministro, o chefe da polícia Abdullahi Mohamed Ali e o general Abdihakim Said foram despedidos depois de a sua continuidade ter sido votada pelo Governo.

Na sequência da explosão de dois carros armadilhos e subsequente ataque, reivindicado pelo grupo extremista al-Shabab, contra um hotel do centro da capital da Somália, morreram 27 pessoas.

As forças de segurança acabaram já esta manhã com a ocupação do hotel por cinco extremistas, que invadiram o edifício depois da explosão de um carro junto ao portão de entrada na tarde de sábado, escreve a agência Associated Press.

O capitão Mohamed Hussein disse que foram mortos três atacantes e capturados outros dois.

Trata-se do hotel Nasa-Hablod, frequentado por políticos somalis e situado perto do palácio presidencial.

Este atentado ocorre apenas duas semanas depois da morte de 358 pessoas na capital somali pela explosão de dois camiões com explosivos, no pior atentado da história do país, que levou o Governo a declarar o estado de guerra.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon