Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo de Cabo Verde recorda Luís Bastos como “o maior futebolista de sempre” das ilhas

Logótipo de LusaLusa 31/08/2016 Ricardino Pedro
RICARDO BERNARDO/LUSA © LUSA / RICARDO BERNARDO RICARDO BERNARDO/LUSA

Praia, 31 ago (Lusa) - O Governo cabo-verdiano lamentou hoje o falecimento de Luís Bastos, recordo-o como o "maior, futebolista de sempre" das ilhas e pedindo que se celebre o seu legado.

"A Direção Geral dos Desportos (DGD) junta-se às vozes em coro a lamentar a morte de Luís Bastos, aos 75 anos de idade, considerado um dos maiores, senão o maior, futebolista de sempre destas ilhas. Mais do que a sua morte, celebramos o grande futebolista que foi Luís Bastos", escreveu o diretor geral dos Desportos cabo-verdiano, Gerson Melo.

O antigo futebolista cabo-verdiano Luís Bastos, que chegou a treinar no Benfica, faleceu hoje, na cidade da Praia, aos 75 anos, vítima de doença prolongada.

Gerson Melo recordou que Luís Bastos foi um "senhor da bola" e um dos primeiros a aventurar-se no futebol profissional, contando com uma breve passagem pelo Benfica, ao lado de Eusébio, Coluna e outros craques da época, numa equipa que era treinada pelo húngaro Bela Guttman, em 1966.

"Infelizmente faltam os registos em imagem e escritas para confirmar, mas Bastos é reconhecido, igualmente, como um dos maiores goleadores da história do futebol nacional", acrescentou Gerson Melo, recordando que, em abril de 1961 marcou nove golos num só jogo, ajudando a Académica da Praia a vencer os Garridos de São Domingos por 20-0.

"Que o seu legado no futebol seja resgatado e contado por muitas gerações vindouras. As nossas sinceras condolências à família enlutada", terminou o diretor dos Desportos cabo-verdianos, lembrando que Bastos representou ainda clubes como Boavista, Sporting, Travadores e Vitória, todas da capital cabo-verdiana.

No ano passado, Luís Bastos foi condecorado pelo Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, com a primeira classe da ordem de mérito.

Luís da Silva Bastos nasceu em 1941 no atual concelho dos Órgãos, mas que na altura pertencia ao concelho da Praia. Era irmão de Funa Bastos, outro antigo jogador cabo-verdiano.

O seu funeral está marcado para quinta-feira.

RYPE // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon