Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo dos Açores diz que nova rota da Delta "comprova atratividade crescente" turística do arquipélago

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

O presidente do Governo Regional considerou hoje ser "um dado positivo" e "uma prova sólida e consistente" da "atratividade crescente dos Açores enquanto destino turístico" o anúncio da operação, a partir de maio, para o arquipélago da Delta Airlines.

"É um dado positivo e, com a dimensão com que esta operação tem no seu anúncio, é uma prova sólida e consistente da atratividade crescente dos Açores enquanto destino turístico", afirmou Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas, à margem da inauguração da creche da Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada, em São Miguel.

A Delta Airlines anunciou na quinta-feira que vai começar a operar, a partir de 25 de maio, novas rotas para os Estados Unidos (EUA), a partir de Lisboa e dos Açores.

A nova rota, com partida de Lisboa e desembarque no Aeroporto Internacional de Hartsfield Jackson, em Atlanta, vai complementar o voo para Nova Iorque, que foi lançado este ano.

Já a rota sazonal entre os Açores e Nova Iorque será operada cinco vezes por semana, ligando a ilha de São Miguel a mais de 80 destinos em continuação.

Em comunicado, o vice-presidente transatlântico da Delta Airlines, Dwight James, disse que a rota entre Lisboa e os Estados Unidos tem sido bem-sucedida, por isso, a companhia está a aumentar a rede portuguesa para responder à procura de viagens nos meses de verão.

Dwight James acrescentou ainda que, ao mesmo tempo que impulsionam o turismo de entrada ('inbound'), "os voos vão trazer mais oportunidades para o comércio entre Portugal e os EUA -- O país que é o maior parceiro comercial fora da União Europeia".

Para a travessia entre Lisboa e Atlanta, a Delta tem programado um Boeing 767-300ER, que tem capacidade para 225 passageiros, enquanto para os voos entre Ponta Delgada e Nova Iorque vai utilizar um Boeing 757-200ER, que transporta 199 pessoas.

"É preciso também termos todos a consciência daquilo que isso implica, não só para as entidades públicas, mas sobretudo também para as entidades privadas em termos das oportunidades que assim se abrem" no turismo, sustentou hoje o presidente do Governo dos Açores, salientando que esse trabalho do executivo de "sensibilização e contactos" vai "continuar num conjunto de outras rotas, de outras vertentes, de outras companhias e de outros países".

O PSD/Açores também se congratulou hoje com o anúncio da Delta Airlines, considerando que esta operação da "segunda maior companhia aérea mundial honra a excelência do destino" açoriano e "permite perspetivar um impacto na economia regional em linha com o que se regista desde a liberalização do espaço aéreo, em 2015".

"O PSD/Açores reitera o elevado potencial de um mercado com 360 milhões de pessoas, com é o da América do Norte (EUA e Canadá) para o setor do turismo, razão pela qual defendeu no seu Programa Eleitoral e de Governo para as eleições de 2016 a necessidade de incentivar alternativas de acessibilidade a este mercado, nomeadamente com companhias da América do Norte ou outras que pudessem servir esses destinos", sustentou.

Num comunicado, assinado pelo deputado António Vasco Viveiros, porta-voz do PSD/Açores para a Economia, o partido defende que "os benefícios" da diversificação nas ligações aéreas ao continente e ao estrangeiro "devem ser alargados a todas as ilhas através da melhoria da oferta da SATA Air Açores" que assegura as ligações entre as nove ilhas açorianas.

Além disso, "a entrada da Delta Airlines na região deve ser entendida como uma oportunidade para que a Azores Airlines melhore o serviço prestado aos açorianos da diáspora, um mercado que deve continuar a ser uma prioridade para a SATA, a par das ligações ao exterior nas ilhas que não têm alternativa", acrescentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon