Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo francês apresenta medidas para cativar setor financeiro britânico a instalar-se em Paris

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/07/2017 Administrator

O governo francês apresentou hoje novas medidas para convencer o setor financeiro a deixar Londres e a instalar-se em Paris, na sequência do 'brexit'.

Entre eles, estão diversas medidas que alteram o enquadramento fiscal, caso da extensão prevista para 2018 do imposto sobre transações financeiras, que será revogada, bem como a eliminação da parte superior, de 20%, da "taxa sobre os salários" que incide sobre os altos rendimentos do setor financeiro.

A região de Paris vai igualmente abrir três liceus internacionais até 2022, além dos atuais seis, em Courbevoie perto do distrito empresarial de La Défense, em Saclay, no sudoeste da capital, e em Vincennes.

Além disso, o governo lançou o projeto para um novo tribunal de justiça, "uma câmara comercial internacional especializada em contenciosos ao nível da alta tecnologia jurídica", que deverá ser integrada no Tribunal de Recurso de Paris.

"Podemos lamentar a decisão [do 'brexit'], podemos saudá-la, mas ela existe. Devemos pois tirar as consequências", disse o primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, numa conferêmncia de imprensa em Paris.

"Aos investidores e dececionado do 'brexit', digo que estamos preparados para estender o tapete azul-branco-vermelho, como fez Londres no passado com Paris. Bem-vindos de volta à Europa", afirmou hoje o governante numa conferência de imprensa.

"Queremos que os serviços financeiros continuem a florescer aqui [em França] e estamos prontos para ajudar a indústria a tirar pleno partido das oportunidades que apareçam", salientou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon