Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo francês aprova orçamento que reduz impostos e despesa pública

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/09/2017 Administrator

O Governo de França vai baixar 7 mil milhões de euros de impostos, sobretudo para os rendimentos mais altos e mais baixos, e reduzir a despesa pública, segundo a proposta de Orçamento do Estado aprovada hoje.

A proposta, aprovada em Conselho de Ministros, já foi criticada pela oposição, que se opõe a um orçamento "pouco solidário" e "benévolo para os mais ricos".

O Orçamento para 2018 assenta numa expetativa de crescimento de 1,7% do PIB em 2017 e da mesma ordem no ano seguinte.

Nas contas do executivo do Presidente Emmanuel Macron, o défice público deve baixar para 2,6% em 2018, face aos 2,9% de 2017.

A redução de impostos visa dinamizar a atividade económica e tem como medida mais visível a redução do imposto sobre fortunas (ISF), que passa a ser pago apenas por quem tenha património imobiliário de valor superior a 1,3 milhões de euros, sem visar o capital, para relançar o investimento.

Mas, defendem-se os ministros da Economia, Bruno Le Maire, e das Finanças, Gérard Darmanin, o Orçamento prevê também a eliminação progressiva do imposto sobre imóveis para 80% dos lares e a baixa das contribuições para a segurança social para os assalariados e independentes.

As empresas também vão beneficiar da redução de impostos, com uma descida prevista da taxa de 33% para 25% nos próximos cinco anos.

A despesa pública deverá ser reduzida dos 0,8% de 2017 para os 0,5% em 2018, através de cortes em praticamente todos os ministérios.

Mesmo com o esforço, a dívida pública deverá elevar-se a 96,8 mil milhões este ano e começar a baixar em 2018 para 97,1 mil milhões para atingir os 91,6 mil milhões em 2022.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon