Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Governo japonês e operador de central de Fukushima condenados a pagar 3,8 ME

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/10/2017 Administrator

Um tribunal japonês condenou o governo nipónico e o operador da central nuclear de Fukushima ao pagamento de mais de 3,8 milhões de euros a milhares de antigos residentes pela destruição dos seus meios de subsistência em 2011.

O tribunal distrital de Fukushima considera que o governo não tinha ordenado que a Tokyo Electric Power Co. melhorasse as medidas de segurança, apesar de saber, já em 2002, do risco de um grande tsunami na região.

Os 3.800 queixosos que entraram com processos em tribunal em 2015 são o maior grupo entre as cerca de 30 ações judiciais similares envolvendo 12 mil pessoas pendentes em todo o país.

Esta foi a segunda decisão judicial a responsabilizar o governo nipónico nos conflitos de Fukushima, na sequência de uma decisão em março pelo tribunal distrital de Maebas.

Em março de 2011, um sismo de magnitude 9,0 na escala de Richter, perto do máximo alguma vez registado, fez cerca de 18.000 mortos e desaparecidos e causou um desastre na central nuclear de Fukushima, onde três reatores (dos seis no total) entraram em fusão.

Este foi o pior acidente nuclear da história, desde o desastre na central soviética de Chernobyl (na Ucrânia) em 1986.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon