Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Grande surpresa na Maratona de Boston

Sportinveste 21/04/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Um milhão de espetadores e mais de 35 mil atletas esperados na Maratona © Sportinveste Multimédia Um milhão de espetadores e mais de 35 mil atletas esperados na Maratona

O americano Mebrahton Keflezighi, de 38 anos, regressou aos seus melhores momentos com o inesperado triunfo na Maratona de Boston, onde não ganhava um atleta dos Estados Unidos há 31 anos. Sem surpresas, o setor feminino terminou com a vitória da queniana Rita Jeptoo, que assim reedita o triunfo do ano passado e chega ao "tri" na clássica maratona de Massachussets, uma das mais prestigiadas a nível mundial.

Um ano depois de uma edição marcada pelas explosões que provocaram três mortos e 264 feridos, Boston assistiu a medidas de segurança acrescidas, com mais de 3.500 polícias nas ruas, sensivelmente o dobro dos que estiveram em campo em 2013. Ninguém podia transportar sacos na corrida e os controlos de segurança eram feitos ao longo de todo o percurso, integralmente vigiado por câmaras de segurança.

Com um sol radioso, um minuto de silêncio foi respeitado às 08:45 locais, antes do início da prova para a primeira vaga de atletas, iniciando-se então a saída dos mais de 36 mil inscritos - o segundo maior número de sempre e muito próximo do recorde absoluto de 38.000 de 1996, o ano do centenário da corrida.

Desde 1983, com Greg Meyer, que não ganhava um "atleta da casa" na mais antiga corrida de estrada do Mundo (disputa-se desde 1897), cabendo a Keflezighi a honra de interromper o "jejum", com o razoável tempo de 2:08.37 horas, recorde pessoal.

Keflezighi, atleta nascido na Eritreia e que se naturalizou pelos EUA, onde está desde os 12 anos, não registava uma vitória de nível desde que ganhou Nova Iorque em 2009. A melhor época da sua carreira foram os anos 2004/2006, em que se destaca a prata nos Jogos Olímpicos de 2004. Depois, teve uma fratura de esforço na anca e regressou a um nível menos bom.

No segundo lugar chegou o queniano Wilson Chebet, com 2:08.48, e em terceiro outro queniano, Frankline Chepkwon, com 2:08.50. Desde 1991 que o triunfo masculino não escapava a corredores do Quénia ou da Etiópia.

Rita Jeptoo, 33 anos, antes vencedora em Boston em 2006 e 2013, confirmou o favoritismo em 2:08.57, recorde pessoal por um minuto exato. Mais que isso, Jeptoo "pulveriza" o recorde da prova, de 2:20.43, feitos pela queniana Margaret Okayo em 2002.

Em segundo chegou a etíope Buzunesh Deba (2:19.59) e em terceiro outra etíope, Mare Dibaba (2:20.35), no final de uma corrida lançada para bases muito rápidas e comandada pela norte-americana Shalane Flanagan até aos 30 km. Depois, Jeptoo atacou e isolou-se, para a segunda vitória consecutiva em Boston desde 2005 - outra queniana, Catherine Ndereba.

Fonte: O Jogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon