Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Greve/Enfermeiros: Utentes sem queixas no atendimento em Coimbra

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

Vários utentes afirmaram hoje que tiveram um "atendimento normal" nos serviços do Centro Hospitalar e Universidade de Coimbra (CHUC), no primeiro dia da greve dos enfermeiros.

Irene Augusta Serra, residente na Nazaré, deslocou-se ao CHUC para uma consulta no serviço de Dermatologia e estava satisfeita com o atendimento.

"Como de costume, tive um atendimento maravilhoso", disse a utente à agência Lusa.

Irene Serra sabia que a greve de cinco dias dos enfermeiros começava hoje, às 00:00, mas decidiu manter a marcação da consulta.

"Sei que a greve é ilegal. Acho que as coisas que não são legais não devem ser feitas", comentou, frisando que aquela unidade do CHUC, onde vai com alguma regularidade, "mais uma vez funcionou muito bem".

O Governo considerou, na semana passada, que a sua marcação da greve foi irregular por não ter cumprido os dez úteis necessários ao pré-aviso.

Da zona de Aveiro, Vítor Varandas acompanhou a mulher, Catarina Sousa, que está grávida, a uma consulta na maternidade Daniel de Matos, que integra o CHUC.

"Eu estava com algum receio, mas o atendimento foi perfeitamente normal", disse.

Também Catarina Sousa declarou que "não houve qualquer atraso" no serviço.

A enfermeira Andreia Bolito trabalha no CHUC há 11 anos.

O facto de se encontrar em licença de maternidade não a impediu de se juntar aos colegas que, no exterior do complexo hospitalar, onde trabalham mais de cinco mil pessoas, protestavam e exigiam progressão na carreira e justiça salarial.

"Estamos a ser explorados", disse Andreia Bolito, que transportava o seu bebé num carrinho pouco antes de marcar presença na manifestação.

O CHUC está a funcionar "com tranquilidade", disse à Lusa uma fonte da instituição, admitindo que a greve dos enfermeiros possa perturbar "alguns serviços".

Ao fim da manhã, no entanto, quando mais de 300 enfermeiros ainda se manifestavam no exterior do polo principal do CHUC, não havia registo de perturbações "significativas ou graves", afirmou.

No geral, ao longo da manhã, os serviços "funcionaram com tranquilidade", não havendo registo de "situações com gravidade" devido à falta de enfermeiros que aderiram à greve, indicou ainda.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon