Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Grimaldo abre a porta à saída do Benfica

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/06/2017 Rui Trombinhas

Apesar de ter estado afastado durante vários meses devido a lesão, o lateral faz um balanço positivo de 2016/17, pelos títulos e pelas exibições. Mas promete ainda melhor para a próxima época

© Filipe Amorim

Com época e meia ao serviço do Benfica, Grimaldo é já um jogador muito pretendido. Manchester City, Juventus e Nápoles são alguns dos clubes que seguem o lateral, razão pela qual este não fecha a porta à saída. "Não posso dizer a 100 por cento que fico no Benfica. Nunca podemos dizer isso. Tenho contrato e o que tiver de acontecer acontecerá. Não sei se posso sair ou não", referiu ontem à Imprensa espanhola, ele que prepara o Europeu de sub-21.

Dizendo-se "focado na seleção", Grimaldo fez ainda assim um balanço da temporada no Benfica, confessando-se "muito feliz". "Conseguimos os nossos objetivos, que era ganhar a Liga e a Taça", declarou, manifestando a sua felicidade também pelo rendimento a nível individual, mesmo apesar de ter estado afastado vários meses devido a problemas físicos. "Tive uma lesão que me afastou a meio da temporada, mas estou muito contente pelos minutos que disputei e do nível que apresentei", frisou, prometendo ainda mais para 2017/18: "Creio que o próximo ano vai ser muito melhor."

citacao"Não posso dizer a 100% que fico"

Classificando a Espanha como "favorita" à conquista do Europeu de sub-21, Grimaldo deixou também garantias de bom rendimento também na seleção. "Uma lesão nunca é boa, mas tem os seus pontos a favor. Estou a jogar há dois meses e chego a esta prova na minha melhor forma", disse, esclarecendo que Albert Celades, técnico da "La Rojita", lhe pede o mesmo que Rui Vitória: "Gosta que suba, quer por fora quer por dentro. É similar ao que faço no Benfica."

A finalizar, o camisola 3 das águias deixou uma alfinetada ao Barça, de onde saiu por não ter espaço: "No Barcelona é sempre difícil chegar à primeira equipa, mas já não se olha tanto para a base. Saíram jogadores que tinham nível para lá estar."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon