Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Grupo Pinto da Costa & Carriço quer duplicar faturação para 2 ME em 2018

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/09/2017 Administrator

O grupo Pinto da Costa & Carriço, detido por dois jovens empresários de Santo Tirso e com investimentos na hotelaria, restauração, 'fitness', saúde/bem-estar, imobiliária e moda, quer duplicar a faturação em 2018 e acelerar o crescimento em 2019.

Em declarações à agência Lusa, Carina Pinto da Costa - que com o companheiro detém e administra o grupo - antecipou uma duplicação do atual volume de negócios no próximo ano, para dois milhões de euros, e uma aceleração do crescimento a partir de 2019, na sequência da entrada em funcionamento do antigo hotel das Termas de Melgaço, em cuja requalificação o grupo vai investir 2,5 milhões de euros.

A requalificação do hotel - construído no século XIX e, atualmente, em ruínas -- deverá arrancar ainda este ano e irá transformá-lo numa unidade de quatro estrelas que vai complementar a oferta da estância termal situada nas proximidades e que, desde julho, é explorada pelo grupo Pinto da Costa & Carriço.

A este mais recente investimento do grupo na área hoteleira juntam-se os negócios que já detinha nos segmentos da restauração, 'fitness', saúde e bem-estar, imobiliária e moda: o "8 Villas" (suites, restaurante e bar, em Santo Tirso), o restaurante "Mesa 8" (Matosinhos), a clínica "O Caminho Violeta" (Santo Tirso), o ginásio "My Way, Fitness & Wellness Center" (Santo Tirso), a Fracção Exacta Imobiliária (Santo Tirso) e a agência de modelos e eventos "FIRST Models & Events Management" (Santo Tirso).

A diversidade do portefólio de negócios da empresa levou em maio passado o casal de empresários a constituir o grupo Pinto da Costa & Carriço e a criar um "centro de empresas", a inaugurar no sábado no centro da cidade de Santo Tirso, onde em instalações com 300 metros quadrados, resultantes de um investimento de 25 mil euros, passará a concentrar as várias atividades que desenvolve.

Segundo adiantou Carina Pinto da Costa à Lusa, nos próximos anos os planos do grupo passam pelo investimento em novas áreas de negócio, nomeadamente a desportiva, e pela expansão para outras zonas do país, como é o caso do Algarve, "talvez já em 2018".

Atualmente, com meia centena de trabalhadores, "entre contratados e 'freelancers'", o grupo Pinto da Costa & Carriço pretende reforçar "em 10%" o quadro de pessoal no próximo ano.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon