Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Guarda de embaixada israelita em Amã mata dois jordanos após ser atacado

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Administrator

Um segurança da embaixada de Israel na Jordânia abriu fogo e matou dois jordanos, depois de ser atacado por um deles com uma chave de fendas, informou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita.

O incidente aconteceu no domingo à noite, num edifício residencial usado por pessoal da embaixada.

Os 'media' israelitas disseram que a Jordânia exigiu uma investigação e impediu que o pessoal da embaixada israelita abandonasse as instalações.

Em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros afirmou que o guarda tem imunidade diplomática, de acordo com as convenções internacionais.

O tiroteio aconteceu numa altura em que Israel e Jordânia realizam contactos devido a uma crise gerada em torno de um templo em Jerusalém, adorado por muçulmanos e judeus. A Jordânia é o guardião muçulmano do local.

Segundo o Ministério, o incidente na embaixada começou quando dois trabalhadores jordanos chegaram ao edifício para substituir mobília.

Um dos trabalhadores, identificado pelos 'media' israelitas como tendo 17 anos, terá atacado o segurança com uma chave de fendas.

O guarda abriu fogo, matando o adolescente, descreve a imprensa. Um segundo jordano, dono do edifício, foi atingido por tiros e acabou por não resistir aos ferimentos. A polícia indicou que o dono do edifício era médico.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon