Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Guardiola quer Cristiano Ronaldo no "onze" do Real Madrid

Logótipo de LusaLusa 22/04/2014 Lusa

“Oxalá o Cristiano possa jogar. É um desafio em que jogamos para as pessoas e todos querem ver os melhores. E sem dúvida que um dos melhores é ele”, disse, na conferencia de imprensa de antevisão ao desafio em Madrid.

Ainda assim, caso o português não esteja operacional – aparentemente, já recuperou de rutura de centímetro e meio na coxa esquerda –, o técnico espanhol defende que o Real Madrid tem recursos de sobra para substituir o internacional português.

“Se não joga, alinhará um colega com outro tipo de qualidades. O Cristiano é mais de jogar no espaço, muito mais goleador do que o Isco, mas este dá maior continuidade ao jogo”, exemplificou.

Guardiola, que muitos anos foi rival dos “merengues” por treinar o Barcelona, conhece como ninguém o adversário: “Pode jogar em 4x3x3 ou como na final da Taça do Rei, com quatro no meio-campo, mas a essência será a mesma”.

O técnico destacou ainda a velocidade dos avançados – Cristiano Ronaldo, Di Maria, Bale e Benzema – e assume que será complicado travá-los.

“Não é fácil defrontá-los, mas tentaremos atacá-los o melhor possível, defender o melhor que soubermos e fazer o jogo que nos convenha”, frisou, considerando que “não há rival com um plantel (da qualidade) do Real Madrid”.

Guardiola nunca perdeu no Santiago Bernabéu (estreou-se com triunfo 6-2 para o campeonato e chegou a vencer 2-0 nas “meias” da Liga dos Campeões), mas o técnico recorda que se apresentou com “outra equipa (Barcelona), outro clube e outra situação”.

BALLESTEROS/EFE © 2014 BALLESTEROS/EFE

“Não tem nada a ver. Para ter o mesmo resultado há que fazer uma boa atuação para ganhar, sobretudo na Liga dos Campeões e nesta situação, nas meias-finais”, concluiu.

RBA // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon