Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Há um novo treinador português no Lusitanos Saint-Maur

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/05/2017 Alcides Freire

Clube anunciou, na semana passada, a saída de Carlos Secretário do comando técnico.

O antigo internacional português Luís Loureiro é o novo treinador do clube Lusitanos Saint-Maur, equipa de futebol dos arredores de Paris, concretizando, assim, "um namoro antigo".

"Eu penso que isto é já um namoro antigo e, pronto, este ano concretizou-se este namoro e deu em casamento. Surgiu o convite após várias conversas com o clube e aceitei com muito orgulho", disse Luís Loureiro à Lusa e à Rádio Alfa, em declarações nas instalações do clube.

Nas duas últimas épocas, o Lusitanos foi treinado pelo antigo jogador do FC Porto Carlos Secretário, que deixou a equipa no terceiro lugar do quarto escalão francês (CFA), tendo conseguido, no primeiro ano, que o clube subisse uma divisão.

Agora, o objetivo "assumido" de Luís Loureiro, que assinou por duas épocas, é fazer o Lusitanos subir mais uma divisão e corresponder às expetativas de "melhoria e profissionalização".

"O treinador que esteve cá, o Carlos, fez um bom trabalho. Subiu na outra época. Nesta época fez novamente um trabalho em termos classificativos que foi bom, ficando em terceiro lugar. Portanto, a equipa fazer melhor é o mínimo que se pode exigir. Fazer melhor acima do terceiro - não querendo acabar em segundo - é tentar acabar em primeiro e fazer tudo por isso", afirmou.

O antigo médio defensivo do Sporting pensa reforçar o plantel com "mais-valias" de Portugal, sendo "o próximo passo arranjar uma equipa para competir com dignidade e fazer jus ao nome dos lusitanos".

"Há essa possibilidade de poder fazer vir alguns jogadores de Portugal, o que é normal. Acho que já é uma tradição dos Lusitanos essa vinda de alguns jogadores portugueses, tendo em conta a comunidade portuguesa que existe e a ligação que existe aos Lusitanos", continuou.

Luís Loureiro cumpre no Lusitanos a sua terceira experiência como emigrante, depois de, enquanto jogador, ter representado o Dínamo de Moscovo (2005) e o Anorthosis Famagusta do Chipre (2007/2008), mas, desta vez, terá mais facilidade de "matar saudades", tendo em conta a numerosa comunidade portuguesa na região.

"É o menos relevante nisto tudo, porque o ser humano e nós que andamos nesta vida temos uma facilidade muito grande de nos adaptarmos. Existe uma comunidade muito grande de portugueses. Eu tenho a certeza que quando tiver saudades da comida portuguesa facilmente a encontro", disse.

© Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

O novo treinador do clube fundado por portugueses em 1966 deixou uma mensagem à comunidade, afirmando que "ainda que o resultado seja sempre uma incógnita" pode garantir que fará tudo para a equipa ganhar e que prefere "ganhar por 4-3 do que por 1-0", porque "o golo é a essência do futebol, é o espetáculo, é o que traz as pessoas aos estádios".

Por enquanto, Luís Loureiro ainda não fala francês, mas essa vai ser "uma prioridade", não pretendendo acomodar-se ao facto de haver vários jogadores portugueses e lusodescendentes a falarem português e prometendo "um interesse muito grande na língua francesa para facilitar" o trabalho nos treinos.

Luís Loureiro, de 40 anos, vestiu a camisola da seleção portuguesa em 2003, jogou no Sporting (2005/2007) e no Boavista (2008), tendo passado por Estrela da Amadora (2007), Braga (2004-2005), Gil Vicente (2001-2004), Nacional (2000-2001), Portimonense (1999-2000 e 2008-2009) e Sintrense (1997-1999 e 2009-2011).

Como treinador esteve aos comandos do 1° Dezembro (2017), Sintrense (2011-2012 e 2015-2017) e Fátima (2012-2013).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon