Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Hamas rejeita "ingerência flagrante" dos Estados Unidos

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

O movimento islâmico palestiniano Hamas rejeitou hoje o que classificou de "ingerência flagrante" dos Estados Unidos, ao definirem condições para lidar com um possível governo de unidade palestiniano, acusando a administração Trump de alinhar posições com Israel.

"Esta é uma interferência flagrante nos assuntos palestinos, o nosso povo tem o direito de escolher o seu próprio governo de acordo com os seus interesses estratégicos superiores", disse à Agência France Presse Bassem Naim, alto funcionário do Hamas.

A administração de Donald Trump está "sob a pressão do governo de extrema direita (israelita) e está em linha com as declarações do primeiro-ministro israelita, Benjamim Netanyahu, há dois dias", acrescentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon